29N: OCUPA TUDO contra os retrocessos. Brasília vai tremer!

Vitor Cesario 27/nov/2016, 22h08

Após o golpe palaciano, o governo ilegítimo de Michel Temer aprofundou o ajuste fiscal e tenta colocar em prática novos ataques ao povo brasileiro, como é o caso da PEC 55 e a MP 746. O Projeto de Emenda à Constituição, chamado de PEC do fim do mundo, tem como objetivo congelar os investimentos no país por 20 anos e a Medida Provisória que quer reformar o ensino médio exclui estudantes, pais, professores, merendeiras, diretores, etc do debate e ainda quer matar o pensamento crítico das escolas. Além disso, outros projetos antidemocráticos estão sendo colocados para aprovação como o PL da escola sem partido, que tenta censurar professores e alunos nas escolas.

Em meio a todos esses ataques, a ponta mais avançada na resistência ao governo e suas medidas catastróficas foram os estudantes, em especial os secundaristas. Inspirados na onda de ocupações que tomaram conta do Brasil em 2015, os alunos do Paraná deram o ponta pé inicial e ocuparam cerca de 400 escolas no estado. O movimento se espalha pelo país e os estudantes dos IF’s – que estão ameaçados – entram na jornada de lutas. A juventude não parou por aí, e o movimento que começou nas escolas chegou até as universidades. Foram mais de 1.000 escolas e 200 universidades ocupadas.

Contudo, mesmo com todo fervor dos estudantes, os poderosos não pensaram duas vezes em continuar colocando a conta da crise para os pobres e atacando os nossos direitos historicamente conquistados. Temer e seus ministros tentaram nos colocar contra nós mesmos ao adiar o ENEM nos prédios ocupados e ainda tentaram nos criminalizar.

Se as ocupações não foram suficientes pra fazê-los retroceder, nós seguimos na luta e nos fortalecemos ainda mais. Convocamos todas e todos para ocuparem as ruas de Brasília no dia 29 de novembro para enfrentar aqueles que tentam nos fazer engolir um pacote de maldades. A juventude não estará sozinha e conta com apoio de servidores públicos, professores, técnicos etc. Muitos ônibus já estão na estrada de todos os lugares do país a caminho da capital. Se não nos deixam sonhar, não os deixaremos dormir! Vamos marchar no centro do poder fazendo muito barulho e sem medo de colocar os ricos pra pagarem a conta dessa crise. Terça-feira será um dia histórico não só na luta contra a PEC, mas também na organização de uma resistência ao governo Temer e os próximos passos da luta. Confira a programação:

13h: Almoço;

14h30: Nada sobre nós sem nós – atividade do Juntos!

16h: Concentração para o ato;

17h: Ato.

 

Vitor Cesario é do Grupo de Trabalho Nacional do Juntos! e do Juntos! DF.