Pernambuco: Comer ou pagar passagem?

19/jan/2017, 14h24

Lucas Tiné, Militante do Juntos! Pernambuco

Numa reunião de menos de 5 minutos, o desgoverno de Paulo Câmara aprovou reajuste de 14%, quase o dobro da inflação recifense.

Em 2014 durante a campanha, o Paulo Câmara prometeu que tarifa única de 2,15. No ano seguinte, eleito, uma das primeiras canetadas de sua gestão foi o aumento da tarifa de 2,15 para 2,45, e em 2016 passou 2,80, com a promessa de renovação das frotas…

Mas, Cadê essa renovação? Pois é, a renovação das frotas não saiu.

Em reunião relâmpago entre governo e empresas, que muitas vezes não sabemos quem é quem de tão misturadas, foi aprovado o aumento da tarifa do Anel A para R$3,20. Durante a reunião foi registrado que seguranças da Secretaria das Cidades impediram dois representantes da sociedade civil de entrar no local da votação, e quando foram liberados tiveram seus pedidos de vista e de defesa das propostas negados.

Somos obrigados a viver na insegurança de usar o transporte público na Região Metropolitana do Recife, onde já agora em janeiro em 24h foram registrados 14 assaltos a ônibus (isso quando as pessoas não caem do ônibus e morrem, como vimos acontecer tristemente algumas vezes em menos de um ano).

Todas as tentativas de investigação sobre os custos e lucros do transporte público foram negadas.

Se liga, Paulo Câmara, não vai ter sossego! A juventude vai tomar as ruas e transformá-las em espaço de luta contra seu desgoverno!

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017