UnB rumo ao #OcupaBrasilia e ao 55º CONUNE: em defesa no nosso Futuro

20/maio/2017, 15h56

Por Sofia Miranda e João Bendito, ambos do Juntos! UnB

Vivemos um período de retirada de direitos, em que o governo golpista, ilegítimo e corrupto de Michel Temer tenta aprovar uma série de ataques que só precariza nossas vidas, como a Reforma da Previdência, Reforma Trabalhista e a Lei da Terceirização. Na última quarta-feira, Temer nos desafiou ao dizer que não renunciaria após ter sido reveladas gravações dele comprando o silêncio de Eduardo Cunha. Nós respondemos ocupando as ruas de todo o Brasil contra ele e contra todos os corruptos.

Diante dessas medidas autoritárias, a juventude tem sido protagonista nas lutas e na resistência. Com a Primavera Feminista, as ocupações de escolas e universidades, a luta pela liberdade de Rafael Braga e uma série de lutas contra os ataques da casta política, mostramos que não temos amarras ao passado e que não vamos nos calar.

Nós do Juntos! acreditamos que é na unidade de cada vez mais estudantes junto com o trabalhador que vamos conseguir barrar essas reformas e derrubar de vez esse golpista, e o dia 28 foi um grande exemplo disso. Fomos linha de frente nos piquetes e trancamentos de rua que impulsionaram a primeira Greve Geral vivida pela nossa geração, que parou o país inteiro. E agora vamos mostrar novamente a força que a juventude junto da classe trabalhadora tem e que nada irá nos calar no #OCUPABRASÍLIA. Dia 24 vamos ocupar as ruas de Brasília em um enorme ato nacional para dizer que queremos nossos direitos e que exigimos Eleições Gerais Já!

É justamente por isso que acreditamos que é extremamente necessário a construção de uma União Nacional dos Estudantes combativa e democrática, a construção de uma UNE que esteja ao nosso lado na luta contra a retirada de direitos e contra todos os poderosos e corruptos. A casta política não nos representa e não podemos dar sossego à ela. Precisamos de uma UNE que dialogue com todas e todos, que seja para os 99%, sem jamais negligenciar batalhas que devem ser travadas. As ocupações deram um norte de como deve ser o movimento estudantil: sem medo de lutar e radicalizado.

Nós do Juntos! compomos a Oposição de Esquerda da UNE, campo que enfrenta os ataques do governo de Michel Temer, mas que não compactua com as velhas práticas do antigo governo petista que preferiu escolher o lado das elites econômicas, das grandes empresas, em nome de uma “governabilidade”. Por isso, no processo de eleição para o Congresso da UNE na Universidade de Brasília sairemos com a chapa Lutar e mudar as coisas, composta pelo bloco da Oposição de esquerda. Queremos uma UNE livre da burocracia e que não tenha medo de enfrentar qualquer um que ouse roubar o nosso direito pelo futuro!

Amar e mudar as coisas nos interessa mais, lembrando Belchior, e LUTAR é importante também!