STJ concede prisão domiciliar para Rafael Braga, mas a luta continua!

13/set/2017, 21h00

O ministro Rogério Schietti do Supremo Tribunal de Justiça concedeu habeas corpus encaminhando Rafael Braga para prisão domiciliar enquanto durar o tratamento para a tuberculose contraída na prisão.

Rafael foi preso durante as manifestações de Junho de 2013 portando produtos de limpeza e condenado a 4 anos e oito meses de prisão. Rafael progrediu para o semiaberto e voltou a ser preso em 2014 – segundo testemunhas – com uma pequena quantidade de drogadas enxertada por policiais.

O movimento pela liberdade para Rafael Braga cresceu desde 2013, contando com milhares de apoiadores de norte a sul do país. O movimento denuncia não só o caso de Rafael, mas o racismo institucional e a política racista de guerra às drogas, que assassina e aprisiona o povo negro no Brasil.

Comemoramos que Rafael terá melhores condições para tratar sua doença. Trata-se de uma vitória das mobilizações que vem dando visibilidade a esse caso de injustiça. Essa notícia deve servir para impulsionar a luta por justiça e contra o racismo. Seguimos mobilizados pela libertação de Rafael Braga e do povo negro! Vidas negras importam!