Contra a cobrança de mensalidades: por universidades públicas, gratuitas e de qualidade!

01/nov/2017, 17h19

Por: Gabriela Ferro*

Andrés Sanchez, deputado federal pelo PT, enviou ao Congresso uma Proposta de Emenda Constitucional defendendo a cobrança de mensalidade nas universidades públicas.

Num momento em que a direita está sedenta por tirar mais dinheiro da educação, o PT cumpre o papel de fazer o trabalho sujo e se justifica com argumentos dignos das mídias golpistas de que querem cobrar a elite que ocupa as cadeiras do ensino público.

Pra não esquecer, Andrés Sanchez foi presidente do Corinthians e recebeu R$2,5 milhões da Odebrecht em caixa dois durante a Copa do Mundo de 2014 pra campanha eleitoral em troca dos privilégios institucionais pra empreiteira que já conhecemos. Quem eles pensam que enganam dizendo que querem enfrentar as elites? De quais elites eles falam? O que tem por trás de fato dessa PEC? Qual privilégio reivindica a bancada do PT em troca desse favorzão ao desmonte do ensino público?

Cobrança de mensalidade no ensino superior público é o passo que falta pra entregarem as universidades na mão da iniciativa privada. A luta contra os privilégios passa por MAIS investimento para a educação pública, pela permanência dos estudantes de baixa renda, por universidades de qualidade que garantam uma formação digna e emancipadora!

*Gabriela Ferro é diretora do DCE da USP e da Diretoria de Direitos Humanos da UNE pelo campo da Oposição de Esquerda.