Juntos em defesa na negritude! Não aos retrocessos nas ações afirmativas na UFRGS!

Desde a falsa a abolição o Movimento Negro tem se organizado e reivindicado historicamente direitos básicos para a população negra brasileira. O acesso a educação gratuíta e pública é um deles e só foi conquistamos com muita luta. Uma luta da qual somos parte e que tem avançado com o engajamento de cada vez maior da juventude negra nos movimentos antirracista.

As Ações Afirmativas são fruto desse movimento que ocupou e ocupa reitorias das mais diversas universidades em todo país. Hoje a implementação das Ações Afirmativas nas universidades publicas são realidade. Grandes conquistas do Movimento negro, grandes conquistas da Juventude Negra que não pararam por ai!

Entrar na universidade era só uma parte de um longo processo histórico – social politico de exclusão e de discriminação que vive a população negra no Brasil. Lutamos hoje pela permanecia das negras e negros nas universidades e, principalmente, pela manutenção das Ações Afirmativas. De forma, vimos com indignação o processo de reserva de vagas a negras e negros ser fraudado por pessoas que não possuíam o direito de usá-las. Em parte, acreditam que lugar de negro não é na universidade e não vem problemas em roubar as vagas dos cotistas de direito. Esta atitude criminosa foi identificada em diversas universidades. Além da UFRGS, UFPEL, UFSM, FURG e UFCSPA revelaram a sociedade gaúcha sua fase racista. Mesmo após denúncias, ações judiciais e modificações no processo de entrada com a inclusão das bancas de aferição as cadeiras de diversas universidades seguem ocupadas por fraudadores. E para piorar com a conivência de agentes públicos que deveriam coibir matrícula de candidatos que não se encaixam no grupo a qual a política se destina: negros e pardos oriundos de escola pública.

Nós do Juntos não vamos aceitar isso! Nem modificações realizadas unilateralmente pela Reitoria UFRGS que alteram o debate que vem sendo realizado desde a Ocupação de 2016 e que motivaram a busca por métodos que impeçam fraude nas cotas.

Lutamos contra o racismo em todas as suas formas! Lutamos pela igualdade racial!

Cotas é um direito! A UFRGS deve respeitar a politica de ação afirmativa.

Viva a negritude gaúcha! Viva a Câo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *