Abaixo-assinado contra o aumento abusivo do Trensurb!

R$ 3,30 é um assalto! Vamos repetir Junho de 2013 e derrubar o aumento da passagem em Porto Alegre e no Brasil!

1.573 pessoas já assinaram.
Ajude-nos a chegar em 2.000!
Clique para assinar

Se não bastasse o tradicional descaso com o transporte público, agora os usurários da Trensurb são surpreendidos com a notícia do aumento da tarifa em 94,11%, passando dos atuais R$ 1,70 para 3,30. Isso significa um assalto ao bolso dos trabalhadores e da juventude da Região Metropolitana.

A empresa estatal é responsável pelo transporte entre a RM e Capital, opera com 22 estações entre Novo Hamburgo e Porto Alegre, atinge ainda, com o Sistema de Integrações, outros municípios, como: Sapiranga, Portão, Montenegro e São Sebastião do Cai. Só no ano de 2016, a Trensurb transportou mais de 56 milhões de passageiros, o equivalente a média de 4.680.125 passageiros por mês. Sem o metrô não há mobilidade na Região Metropolitana.

As justificativas para realização deste aumento são de modernizar a bilhetagem eletrônica e “diminuir o subsídio do governo federal”. Junto dessa política de diminuir a participação do governo, vem à fórmula para a privatização: sucateamento do serviço para dizer que não funciona. Sabemos que o transporte público não é um gasto, e sim um direito.

Na fundação da Trensurb está previsto que a passagem deve cumprir um papel social. Realizar este aumento, em meio à crise, significa retirar dinheiro povo para dar aos ricaços e corruptos. Com o desemprego em alta, e com a redução do salário mínimo, muitas pessoas estão trabalhando no mercado informal, ou seja, não possuem carteira assinada, nem vale transporte. Em contraponto, o governo Sartori, aliado de Temer, segue dando o bolsa-empresário de 9 bilhões ao ano.

R$ 3,30 é um assalto! Mas é possível derrubar o aumento da passagem. Já conseguimos isso nas Jornadas de Junho de 2013 em Porto Alegre e dezenas de capitais. A força do povo unido é nossa arma contra os poderosos.

Organize sua indignação!

Assine o abaixo assinado contra o aumento abusivo da passagem!