Juntos pela Educação Popular em Santa Maria!

27/dez/2011, 22h01

*Marcelo Noriega Pires

O Juntos – Juventude em Luta tem se destacado por desenvolver grande atuação na construção de uma educação verdadeiramente popular, e na cidade de Santa Maria não é diferente. Na localidade em questão os militantes do Juntos atuam no Práxis Coletivo de Educação Popular. O Práxis é um coletivo de Educação Popular que desde o ano de 1999 vêm desenvolvendo ações na cidade de Santa Maria-RS. O Práxis se caracteriza por ser um projeto pautado nos princípios da auto-gestão e da gestão democrática da educação. Apesar de o Práxis ser um projeto de extensão vinculado ao curso de História da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) ele é totalmente gestionado e administrado por acadêmicos dos diversos cursos da referida universidade.

Desde a sua fundação, tem se proposto a ser um espaço de experimentação político-pedagógica, onde não só os acadêmicos tem a oportunidade de colocar em prática as teorias pedagógicas que lhes são apresentadas nos cursos de graduação que freqüentam, mas também de elaboração e prática de democracia real. O Práxis tem sido um espaço onde acadêmicos e trabalhadores constroem cotidianamente espaços de deliberação democrática. Desta forma se pretende não só preparar os trabalhadores para ingressarem na universidade, mas também realizar a verdadeira extensão universitária.

O Práxis destaca-se pela sua própria estrutura organizativa, o Coletivo é organizado por grupos de trabalho formados por educadores e educandos. Para o ano de 2012 estão confirmados os seguintes grupos de trabalho: Economia Solidária, Interdisciplinaridade nas escolas, Diversidades, Artes, Biblioteca Popular, Formação de Educadores Populares e o Pré-Vestibular Popular, além das atividades nas duas escolas penais da cidade. Desta forma o coletivo pretende colocar cada vez mais em prática os preceitos da democracia real. Além disso, o Práxis pauta também pela própria disputa ideológica sobre o conhecimento produzido nas nossas universidades, pois mesmo nos cursos de licenciatura pouco ou nada daquilo que é produzido e pesquisado é voltado para as camadas da população que geram riqueza e consequentemente garantem a própria manutenção do sistema universitário brasileiro.

É pensando na necessidade de se produzir um conhecimento acadêmico socialmente referendado com as camadas historicamente excluídas do ensino superior que o Práxis dedica boa parte de seus esforços para a formação de educadores populares vinculados ao questionamento e conseqüente transformação desta realidade sócio-educacional excludente. Portanto o Práxis – Coletivo de Educação Popular é um projeto de Educação Popular que tem por objetivo questionar a estrutura educacional que nos é apresentada e a partir daí lançar as bases para a construção de educação democrática e de fato verdadeiramente popular.

*Especializando em História do Brasil pela UFSM, coordenador do Práxis Coletivo de Educação Popular e militante do Juntos – Juventude em Luta de Santa Maria-RS. E-mail: noriega.sm@gmail.com

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017