Contra o Aumento da Passagem: EU LUTO!

11/jan/2012, 14h03

Todo inicio de ano é a mesma coisa: aumentos desenfreados e muitas vezes abusivos sobre diversas tarifas que no geral deixam suas funções a desejar. Com o transporte público não é diferente. Seguindo esse ritmo, logo no inicio do ano de 2012 grande parte do país foi “surpreendido” pelo aumento das tarifas de transportes públicos, aumento este que varia dependendo de cidade.

A necessidade de ter um transporte coletivo público de qualidade onde vise a mobilidade urbana para todos os cidadãos e a qualidade do serviço público, esbarra nos interesses comerciais de quem lucra com esse “negócio”. As empresas que administram estes transportes aumentam paulatinamente suas tarifas, sem que haja uma melhoria do serviço e o devido aumento salarial para seus funcionários, com isso ampliam sua margem de lucros exorbitantes. Em 2006 já estavam em 28 milhões de brasileiros que não podiam utilizar do transporte público devido as altas tarifas. De lá pra cá esse número só vem aumentando em decorrência do sucessivos aumentos.

Contudo, a luta por um transportes coletivo público de qualidade, pela sua gratuidade e/ou congelamento/revogação das tarifas não é de hoje tendo como expoentes a luta pelo meio passe estudantil em Belém na década de 90, a “Revolta do Buzu” (2003) em Salvador e a “Revolta das Catracas”(2004/05) em Florianópolis.

Em 2011 a luta pelo transporte voltou a tona em Belém novamente, dessa vez congelando a tarifa, assim como o enfrentamento dos estudantes pela mesma causa em São Paulo.

Dando seqüência a um movimento de lutas e indignações que marcaram o ano de 2011, estudantes e trabalhadores na cidade de Teresina/PI retomaram a luta iniciada por eles em setembro do ano passado contra o aumento da passagem do transporte público.

Estas e muitas outras tiveram vitórias concretas com a manutenção do direito constitucional do “ir e vir”. Por isso a importância e necessidade da juventude indignada brasileira tomar as ruas, apoiar e construir movimentos a exemplo de o de Teresina. Nos solidarizamos a luta dos estudantes que foram duramente reprimidos pela Policia e aos que estão ainda presos arbitrariamente por estar defendendo um direito de todos o cidadão.

Nós do Juntos! fazemos um chamado a todas as organizações de esquerda a se somarem por uma bandeira una, nacional, contra o aumento das tarifas de ônibus. Todos lutando por um transporte coletivo publico de qualidade, sozinhos somos fortes, juntos somos mais! e que da nossa unidade façamos estremecer os que querem a permanência do status quo.