1º dia da Acampada JUNTOS! RS e a importância da juventude organizada

26/fev/2012, 15h55

       *Paola Rodrigues

 Já são mais de 7 meses de Juntos! Já foram muitos os dias de mobilizações    protagonizadas pela juventude indignada, de lutas contra o aumento da passagem de  ônibus, a favor dos direitos das mulheres, pela defesa da internet como um meio de comunicação livre, contra as modificações do Código Florestal. Como resultado desse acúmulo de lutas, a Acampada do JUNTOS do Rio Grande do Sul chega para coroar esse momento. Celebrar esse primeiro período de luta, que se coloca apenas como o inicial. Aqui reunímos mais de 130 pessoas, entre porto-alegrenses, pelotenses, camaradas de Esteio, Alvorada, Júlio de Castilhos, Cachoeirinha e de Santa Maria.

            A I Acampada do Juntos RS iniciou suas atividades colocando em debate a história das associações internacionais de trabalhadores, que iniciaram no século XVIII e que seguem até hoje na IV Internacional. As contradições vividas pelos líderes de cada Internacional nos ensinam a pensar melhor na construção do nosso movimento. Bernardo Correa, sociólogo e colaborador do JUNTOS!, mostrou a importância em estudarmos a história não só para conhecer o passado, mas para aprendermos a desenhar o futuro. Reafirmamos a marca internacionalista do JUNTOS!.

             O relato de Guilherme Oliveira, estudante de jornalismo da PUCRS e integrante do JUNTOS!, recentemente vindo da Europa, mostrou os efeitos da crise econômica nos países europeus, como Grécia, Espanha, Portugal e Itália. Os trabalhadores estão perdendo os seus principais direitos, através da implementação dos planos de austeridade. Os salários e os empregos estão sendo cortados e a população está tendo que trabalhar mais para se aposentar. É o dinheiro público colocado a serviço dos banqueiros em detrimento dos direitos dos trabalhadores.

             Roberto Robaina, historiador e membro da executiva nacional do PSOL, apresentou sua tese de que vivemos uma mudança de período histórico. Deixou claro que atualmente vivemos numa falsa democracia, dominada pelo capital financeiro e seus agentes políticos, em que grande parte das pessoas é privada dos direitos básicos, como a educação e saúde pública.

2012 será maior!

           A segunda grande atividade do dia contou com a presença de Luciana Genro, ex-deputada federal e presidente municipal do PSOL, Fernanda Melchionna, vereadora de Porto Alegre pelo PSOL, e Nina Becker, militante do JUNTOS! e coordenadora-geral do DCE da UFRGS. A conversa mostrou a importância da existência de uma organização da juventude que se coloque frente às principais lutas nacionais e que, ao mesmo tempo, esteja ligado às lutas internacionais. Uma organização que reivindique um novo projeto de sociedade e que assuma o compromisso de transformar essa sociedade que já não se sustenta mais.

Assim, o JUNTOS! nasce e entra para a história de lutas nesse momento em que se se torna necessária uma organização que represente realmente os interesse dos 99% da população.