Seminário – Direitos humanos e violência contra mulheres: O 8 de março e seu real significado

28/fev/2012, 15h57

No dia 08 de março de 2012, Dia Internacional da Mulher, o Coletivo de Mulheres Rosas de Liberdade completa um ano de sua existência. Surgido da necessidade de organização feminista em Santarém, é um coletivo que almeja acabar com todas as formas de preconceito, opressão e violência, principalmente da opressão de gênero. Sem jamais esquecer que a luta das mulheres deve ser articulada à luta de todos os oprimidos do mundo, bem como a luta pela construção de uma nova sociedade, onde as mulheres sejam percebidas como sujeitos de direitos e tratadas com dignidade.
Para celebrar um ano de vitórias, de intensos debates e formações teóricas, de participações nas mais diversas atividades, atos e seminários, como o Encontro da Pastoral da Juventude, o Grito do Excluídos, entre outros, o Coletivo Rosas de Liberdade, em parceria com a Diretoria de Combate às Opressões do DCE – UFOPA, realizará seu I Seminário – Direitos humanos e violência contra mulheres: O 8 de março e seu real significado, a ocorrer no dia 08 de março de 2012, no Auditório Wilson Fonseca da Universidade Federal do Oeste do Pará, localizado na Av. Marechal Rondon, a partir das 15:00 horas.
O Seminário tem como principal objetivo resgatar o verdadeiro sentido do dia internacional da mulher: mais do que um dia de festas e comemoração, o 8 de março deve ser um momento de reflexão e reafirmação da necesssidade de luta das mulheres por um futuro diferente. Contamos com a sua presença.
Confira abaixo a PROGRAMAÇÃO do evento.
PROGRAMAÇÃO
Seminário – Direitos humanos e violência contra mulheres: O 8 de março e seu real significado
1) CREDENCIAMENTO – 14:00 horas
2) MESA DE ABERTURA – 15:00 horas
– Heloise Rocha – Coordenadora geral do Diretório Central dos Estudantes da UFOPA;
– Shirlei Oliveira – Diretora da União dos Estudantes de Ensino Superior de Santarém (UES);
– Isabel Marinho – Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública (SINTEPP);
– Tatianne Picanço – Coletivo Rosas de Liberdade;
– Margaret Teixeira – Movimento dos Trabalhadores de Luta por Moradia (MTLM);
– Sara Pereira – Federação das Associações de Moradores de Santarém (FAMCOS);
– Jocenila Picanço – Grupo Consciência Indígena (GCI);
– Leuyce – Associação dos Agentes Comunitários de Santarém;
– Heloisa – Grupo de Defesa da Amazônia (GDA);
– Rosangela – AOMTBAM;
– Representante da Associação das Mulheres Domésticas de Santarém (AMDS) – a confirmar;
– Representante da Frente em Defesa da Amazônia (FDA) – a confirmar;
– Representante da Federação das Organizações Quilombolas de Santarém (FOQS) – a confirmar.3) MESA DE DEBATE – 15:30horas
– Juliane Fontenele – Advogada, integrante da Comissão de Direitos Humanos da OAB Santarém;
– Regina Teiodósio – Assistente Social, professora do CEULS/ULBRA;
– Giuila Tadini – Diretora do DCE da USP e militante do Juntas! “A luta das mulheres muda o mundo”.
# Para maiores informações entrar em contato com Tatianne Picanço (9152-5535), Francieli Sarturi (9111-7559), Luanna Silva (9154-4591) ou Heloise Rocha (9185-7144)..

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017