Tomar as ruas contra o aumento #RevoltadoBusão

16/maio/2013, 14h35

 *Tássia Lopes

Milhares de manifestantes tomam as ruas

Apesar da liminar na justiça contra o fechamento da BR 101 conquistado pelas empresas de ônibus de Natal, milhares de jovens foram as ruas para dizer um NÃO ao aumento aprovado na de forma autoritária pela prefeitura na última sexta-feira.

No aniversário de 2 anos dos indignados da Espanha e a 40 dias do enorme triunfo da revogação do aumento da passagem em Porto Alegre, Natal é o próximo embate desta luta pelo o direito a cidade. Os aumentos sucessivos da passagem fazem com que o transporte público, principal forma da população acessar a cidade seja excludente e elitista. Na busca pelos lucros cada vez maiores, os empresários do transporte buscam se perpetuar sem nenhum tipo de licitação, ocultando as chamadas planilhas de gastos e lucros, buscando rever direitos históricos como meia passagem.

Os milhares de jovens que foram a #RevoltadoBusão mostraram sua indignação em uma caminhada de ida e volta do Via Direta ao MidWay. Porém, a polícia de Carlos Eduardo e de Rosalba, transformaram as ruas em uma praça de guerra. Bombas, balas de borracha, gás lacrimogêneo, spray de pimenta e prisões foi o cenário criado pela polícia nesse ato. Momentos este que lembravam a ditadura militar. Apesar disso, não nos calamos.

 

Natal ficou chocada. Além de toda a violência da polícia contra os manifestantes, para “terminar” a noite, a prefeitura e os empresários castigaram o povo. Foi diminuída as frotas de ônibus, deixando muitos trabalhadores plantados nas paradas de ônibus que quando chegavam se encontravam completamente lotados. A prefeitura que tenta se mostrar democrática mostrou sua cara, de que serve aos interesses dos empresários de ônibus e não da população.

Repressão policial

Depois do ato ficou o sentimento: repetir a vitória de 2012 e revogar o aumento. Tomaremos as ruas. Vamos JUNTOS!

 

* Tássia Lopes é estudante de Biologia na Universidade Potiguar e membro do Grupo de Trabalho Nacional do movimento Juntos!

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017