Não vamos deixar ninguém atrapalhar a nossa passagem: quinta-feira vai ser maior!

19/jun/2013, 11h05

* Paola Rodrigues

Juntos! na mobilização de segunda-feira (17-J)

Juntos! na mobilização de segunda-feira (17-J)

Os mesmos jornais que hoje dizem somos movimentos sem foco, sem norte e “contra tudo e contra todos”, são os mesmos jornais que disseram que éramos vândalos, que queríamos depredar o patrimônio público e impedir o direito de ir e vir dos cidadãos que estavam querendo apenas chegar aos seus trabalhos. Ninguém aqui é bobo. A tentativa de desmobilização é cotidiana e quem compra esse discurso da mídia e dos partidos, que estão no poder (e que pautam a mídia), está se colocando contra esse movimento de massas, que tem lutas concretas para alcançar e que está vendo na MOBILIZAÇÃO DE RUA a ferramenta principal de construção de um novo futuro.

A indignação da juventude de Brasília é generalizada. Todas as demandas são urgentes. Parece difícil hierarquizar as prioridades. A amplitude e diversidade das pautas mostram que a crítica é direta ao sistema capitalista burguês – que já está podre e falido. Os 99% já não querem ser submetidos às regras de 1% da população (empresários, banqueiros e políticos dos partidos da ordem). Querem fazer suas próprias regras.

Os brasilienses por serem a própria capital do país abarcam as lutas de todas as cidades brasileiras, prestam solidariedade aos manifestantes de SP, RJ, Belém, Uberlândia e Porto Alegre em função da repressão policial, manifestam-se também contra o aumento da passagem e pedem (urgem!) por um transporte público de qualidade, que dê condições humanas de trabalho para cobradores, motoristas, e de uso para os passageiros.

Apesar do ceticismo de alguns, “não vamos deixar atrapalhar a nossa passagem”. O grande rechaço aos partidos políticos, que governam a prefeitura dos principais estados – Porto Alegre (PDT), São Paulo (PT), Rio de Janeiro (PMDB), Recife, Fortaleza e Belo Horizonte (PSB), Maceió e Belém (PSDB) – não podem tornar a política mais longe das pessoas. Temos que rechaçar os políticos corruptos, mas valorizar a política. Pois sabemos que quando não ocupamos os espaços de poder, permitimos que mais “Renan Calheiros” sejam Presidente do Senado e “Marcos Feliciano” sejam Presidente da Comissão de Direitos Humanos, aprovando projetos como o “cura gay” (ontem), que pode tornar possível a existência de tratamentos que revertam a homossexualidade dos indivíduos. Um pleno absurdo.

Mobilizações na abertura da Copa das Confederações

Mobilizações na abertura da Copa das Confederações

Não podemos esquecer que parte desse ceticismo é fruto da traição do Partido que se diz dos Trabalhadores. Se hoje a juventude, nascida a partir dos anos 90, tem grande descrédito nos partidos políticos, temos certeza que o PT contribuiu e muito ao ter se aliado com os setores mais conservadores da sociedade e passado a governar para os empresários. O governo de Agnelo, em Brasília, é apenas mais um retrato de um petista no poder. A TerraCap, empresa estatal do governo federal e do GDF, vendeu mais de 200 lotes de terra públicos para financiar a construção do Estádio Mané Garrincha. Foram 1,2 bilhões de gastos aos cofres públicos. Enquanto estamos andando em ônibus sem qualidade, tendo hospitais superlotados e uma educação precarizada.

Mude sua foto do perfil! Vamos parar Brasília!

Mude sua foto do perfil! Vamos parar Brasília!

Mas o certo é que o povo acordou e está buscando um caminho que supere o atual estado de coisas. “Esse é um sentimento genuíno e expressivo desses dias históricos. Uma combinação da influência dos indignados do mundo, a indignação com a própria política no Brasil e a crise que começa a alastrar na economia brasileira”, como diz Nathalie Drummond – GTN – Juntos.

A próxima quinta-feira será maior! Venha fazer parte da concentração do Juntos!, às 17h, na plataforma superior da Rodoviária. Confirme presença no facebook na nossa concentração!

Iremos Juntos! ao Ato Nacional contra o aumento das passagens, as violações da Copa e a criminalização da luta popular no DF!

*Paola é estudante de Jornalismo e militante do Juntos!DF