Mi casa es su casa, Snowden: Queremos você na América Latina!

16/jul/2013, 18h39

* Tiago Madeira

Snowden revelou que os EUA interceptam 99% das comunicações da América Latina com o resto do mundo. Trata-se de uma violação às leis internacionais e à soberania latinoamericana. Acordos secretos permitem ao governo americano espionar Facebook, Google, Skype, Apple e Microsoft, entre outras empresas. O país mais espionado da região é o Brasil.

Simples suspeitas de que o ex-agente americano que denunciou a espionagem estivesse a bordo do avião de Evo Morales fez com que o presidente da Bolívia corresse risco de vida. França, Itália, Espanha e Portugal negaram seu espaço aéreo ao avião do chefe de estado. O atentado à diplomacia internacional fez com que Venezuela, Bolívia e Nicarágua oferecessem asilo político a Snowden. Já o Brasil se recusa até mesmo a responder o pedido de asilo que recebeu.

A postura do governo brasileiro é de conivência com a espionagem dos seus próprios cidadãos e com os ataques dos EUA à América Latina. Essa posição não nos representa. Estamos com Julian Assange e Calle 13. Queremos que Snowden viva e sirva de exemplo aos indignados de todo o mundo. Queremos que a América Latina seja independente dos EUA e seja território livre para Snowden. Por isso, nesta quinta-feira (18 de julho) convocamos todos a participarem do Dia do Snowden (Snowden Day). Divulgaremos nas redes e nas ruas a luta de Snowden e pressionaremos o governo do Brasil para que conceda-lhe asilo.

O Dia do Snowden consiste em atos públicos na sede do Itamaraty, em Brasília; no escritório da Presidência da República, em São Paulo; em consulados dos EUA e outros locais por todo o país; além de ações em redes sociais. Para saber dos atos já confirmados, consulte o evento do Dia do Snowden no Facebook.

Há 5 formas muito simples de participar do Dia do Snowden pela internet:

1. Mude sua foto de perfil no Facebook e no Twitter para a foto de Snowden (baixe-a aqui).

2. Participe do tuitaço: manifeste-se sobre o caso Snowden no Twitter usando a hashtag #SnowdenDay.

3. Coloque “Snowden” no seu nome no Facebook por um dia. Exemplo: Maria José da SilvaMaria José da Silva Snowden.

4. Envie uma mensagem ao ministro Antônio Patriota pedindo que o Brasil conceda asilo a Snowden clicando aqui.

5. Confirme presença no evento, compartilhe as 5 formas com os seus conhecidos e convide-os a participar do Dia do Snowden.

* Tiago Madeira é estudante de Ciência da Computação na USP e militante do Juntos!

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017