Campus da UEPA Igarapé Açu ocupado. Por uma interiorização de qualidade estamos Juntos!

22/set/2013, 11h29

* Ananda Monteiro

Em ato de repudio ao governo Jatene e a reitoria de Universidade do Estado do Pará, nós do diretório acadêmico do campus X Igarapé-Açu-PA fizemos uma mobilização geral na cidade e uma GRANDIOSA manifestação com os secundaristas, acadêmicos, comunidade em geral em defesa de uma educação publica com qualidade, e contra o corte de vagas para o processo seletivo de 2014.

a

A comunidade da cidade sentiu grande impacto com o agressivo corte de vagas do processo seletivo 2014 da UEPA, de três cursos (geografia, Pedagogia e matemática) para somente um (Pedagogia) e somente no segundo semestre sendo que o campus tem estrutura para receber mais uma turma, pois uma sala no turno da noite esta vazia e cerca de 80 estudantes foram IMPEDIDOS de ingressar em uma universidade pública. A justificativa da reitoria é a de que houve uma falta de comunicação entre o centro e o campus e nessa falta de comunicação adolescente não só da comunidade de Igarapé-açu, mas de todas as áreas próximas como Maracanã, São Luis, vila do prata e entre outros não usufruirão de seus direitos. Quantas das famílias tem condições de bancar um filho em uma universidade que teoricamente deveria ser publica em outro município? Os pais assalariados não têm condições de bancar seus filhos na universidade em outro município e sustentar a família.

b Em plenária com os participantes da manifestação do dia 11/09 foi deliberado uma OCUPAÇÃO por tempo indeterminado em favor de nossos direitos a serem debatidos e nossa minuta de reivindicações, assim fizemos, estamos ocupando o campus a mais de 10 dias onde recebemos doações da comunidade para nos manter nos dias de ocupação.

Nos momentos em que estamos morando no campus fazemos espaço de formação e debates de vários temas para interar cada vez mais a comunidade e assim estreitando os laços com os acadêmicos, proporcionando muitas vezes o que a própria universidade não dispõe.

Em tempos de mudança!

No dia 17/09 recebemos a visita de alguns representantes da reitoria(pro-reitora de graduação, pro-reitor de gestão e DAA) para tentar negociar com os estudantes. No entanto os mesmos pensavam que estávamos de brincadeira e que nossas propostas não eram sérias, e mais uma vez os estudantes não são levados a sério. Em meio a isso a plenária decide não sair sem propostas concretas, e nos fazemos moradores do campus em mais alguns dias.

c Na sexta feira (20/09) tornamos pública ainda mais nossa indignação a Reitoria na pessoa do Juarez Quaresma (reitor) e ao governo do estado Simão Jatene pela retirada dos cursos e pelo governo que não investe na educação, os estudantes e a comunidade geral interdita a PA 127 em meio a tanta precariedade do ensino publico.

Em meio a tantas lamentações e repudio a reitoria, nos fazemos OCUPANDO por tempo indeterminado no campus até o reitor em pessoa vir negociar conosco e pagar o preço da incompetência do mesmo.

d

“E vamos de novo. Contra esse governo, para que a educação tenha mais investimentos. Por mais permanência e democracia, a nossa saída é a luta todo dia. Outra vez, outra vez, to na luta outra vez, somos a ocupação, lutamos pela educação”

* Ananda Monteiro é estudante do curso de Geografia da UEPA do Campus de Igarapé Açu, Diretora de Assistência Estudantil do Diretório Acadêmico do Campus, militante do Juntos e da Juntas

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017