Juntos! participa da I Copa Rebelde dos Movimentos Sociais

16/dez/2013, 11h16

*Igor Leonardo

Neste domingo o Juntos! participou da “I Copa Rebelde dos Movimentos Sociais”, uma ótima iniciativa do Comitê Popular da Copa-SP. No entanto, a atividade não se resumiu à um evento esportivo e foi muito mais do que um espaço de socialização. Foi decididamente um espaço de contestação à um modelo de sociedade que não contempla os anseios e necessidades de uma maioria excluída da população.

A Copa do Mundo no Brasil foi assentada sobre pilares de extrema contradição: ao passo que os governos seguem abraçando a cartilha comercial imposta pela FIFA, as respostas dadas aos movimentos sociais continuam apontando numa mesma direção: repressão e criminalização.rebelde1

Não foi a toa que os levantes de junho evidenciaram a crise de representatividade há muito tempo sentida na pele por diversos setores da sociedade. E a postura dos que detém o pode social, econômico e político vai na contramão de tudo isso.

Enquanto os movimentos lutam por moradia digna, padrão FIFA, a resposta do Estado foi a remoção e despejo de inúmeras famílias de seus lares, a fim de fazer cumprir as exigências da toda poderosa Federação Internacional de Futebol Associado. Enquanto a juventude exige educação de qualidade, padrão FIFA, a resposta dada pelo poder público – à exemplo do que ocorreu recentemente no RJ – é a repressão de um movimento legítimo de professores que lutam contra a precarização do ensino e por melhores condições de trabalho. A calamidade em que se tornou a questão da saúde e o clamor por um sistema de saúde público, padrão FIFA, contrapõe-se à lógica adotada de privatização e elitização do serviço e o caráter excludente dessas medidas.

A “I Copa Rebelde” chegou ao fim, mas o sentimento de ousadia da juventude seguirá nas ruas contra os mandos e desmandos da FIFA, da CBF, dos governos e instituições que não estão à altura de representar nossa indignação. A disposição que fez de 2013 um ano inesquecível será ainda maior em 2014.

Juntos, seguiremos na luta, até o apito final!

*Igor Leonardo é militante do Juntos SP e boleiro nos fins de semana.