Na FATEC, a oposição chegou pra fazer novos junhos

09/dez/2013, 16h22

Evandro Oliveira, Rogerio Ribeiro e Igor Fernandes*

Um novo momento chegou na FATEC. Depois de um longo período de movimento estudantil morno e com pouca representatividade, agora é a hora da Faculdade de Tecnologia de São Paulo mostrar que também vai lutar por mais qualidade e investimento. Considerada a “prima pobre” das universidades estaduais, a FATEC quase não tem investimento em políticas de permanência. São poucos os alunos que conseguem, por exemplo, uma bolsa de iniciação científica. Moradia, restaurante universitário, bolsa-permanência? Esses são itens ignorados pelo Centro Paula Souza, responsável pela administração das FATECs e ETECs (escolas técnicas estaduais).

Mas um novo movimento tem crescido: inspirados pelos movimentos de junho, os estudantes de todo o estado estão cansados do descaso e querem novos junhos na FATEC! A prova disso foram os mais de 1000 votos na chapa “Outros Junhos Virão”, formada pela Oposição de Esquerda da UNE que, sem o aparato que a UJS e o PPL tinham para dar brindes e fazer promessas absurdas, sacudiram as unidades com muita política e o desejo de mudança! E esse sentimento se reflete em grandes vitórias para o movimento estudantil: em diferentes Centros Acadêmicos e Diretórios Acadêmicos, o sentimento de que é preciso fazer política sem o rabo preso nem com o governo estadual nem com o federal tomou conta!

E é por isso que em unidades como Bauru, Tiradentes, Zona Leste, Zona Sul e Jaboticabal, as chapas da oposição à atual gestão do DCE (Conecte-se) tiveram importantes vitórias! E em vários outros lugares, também estamos presentes: seja na criação do DA de Barueri, seja na rearticulação do DAA (Diretório Atlético-Acadêmico) de Osasco, na articulação por um DAA em Ourinhos e em Lins, por todo o estado, seguiremos lutando por um novo movimento estudantil. Que ninguém se engane: está surgindo uma nova direção na FATEC! Queremos um movimento estudantil que esteja para além das eleições, que paute os estudantes para as grandes mudanças necessárias e que seja mais do que uma entidade que surge de vez em quando! Queremos Conselhos de Entidades de Base regulares, DCE presente, queremos sacudir a FATEC com os ventos de junho, que ainda sopram por todos os lados!

Sem agressão e na política: é assim que se faz política

Para que tudo isso aconteça, precisamos de uma boa discussão sobre qual tipo de movimento estudantil que queremos. Na nossa concepção, o movimento estudantil tem que ser debatido na política. Por isso, somos contra o uso de aparatos (como fez a gestão Conecte-se durante as eleições do DCE, “distribuindo” camisetas para quem votasse neles e usando dinheiro de “fora”, enquanto a chapa “Outros Junhos Virão” vendia doce e comida para financiar sua campanha) e também somos contra o uso da força para “defender” ideias. Durante as eleições para o CA da FATEC São Paulo, integrantes da chapa “Rumo Certo”, que estava concorrendo contra a nossa chapa “Todas as Vozes” interpelaram os integrantes da chapa de maneira agressiva, inventando calúnias e chegando a tentar agredir algumas pessoas.

Nós repudiamos qualquer forma de agressão, seja física seja verbal. Para nós, os debates de ideias e propostas devem ser feitos de maneira política. Não podemos aceitar que, vendo que a vitória da nossa chapa era iminente, integrantes da outra chapa tentassem deslegitimar uma das eleições mais representativas da história do CA. Infelizmente, esse não foi um caso isolado. Integrantes da atual gestão do DCE, em diferentes lugares pelo estado, tentaram intimidar pessoas da oposição. Não nos calaremos, nem temeremos: já é real, outros junhos estão vindo para a FATEC!

*Evandro Oliveira é presidente do CA da FATEC São Paulo e do Juntos!SP, Rogerio Ribeiro é  diretor do DA Zona Leste e do Juntos!SP e Igor Fernandes é diretor do DA de Bauru e do Juntos!SP

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017