III Dia na USP: a juventude da escola pública ocupa a USP!

14/jun/2011, 02h25

Os alunos da Rede Emancipa viram de perto uma verdadeira “cidade do conhecimento”. A luta agora é garantir que ela realmente seja direito de todos.

No dia 16 de abril a USP ficou mais popular. O III “Dia na USP”, organizado pela Rede Emancipa de Cursinhos Populares-SP, reuniu doze cursinhos de São Paulo, São Bernardo e Itapevi, ocupando a USP com cerca de 700 alunos e 70 professores e coordenadores. A visita animada reafirmou: se a USP é pública, deve ser ocupada pela juventude da escola pública, da periferia.

Às 8h30 da manhã a universidade estava repleta de alunos e professores dos cursinhos para um café da manhã coletivo. Em seguida, Maurício Costa, professor e fundador da Rede Emancipa, deu a aula de recepção. Lembrou que os “patronos” que nomeiam os cursinhos lutaram pelos direitos humanos, políticos e sociais do povo, e suas histórias são grandes exemplos.

Após o almoço, a reunião dos grêmios dos cursinhos afirmou a importância da organização política da juventude. Contrariando o que se fala da apatia dos jovens, muitos alunos demonstraram seu interesse em fazer uma nova política, radicalmente democrática que atue na construção de um mundo melhor, e na defesa da educação de qualidade para tod@s.

À tarde os grupos de humanas, biológicas e exatas fizeram seus roteiros para conhecer as faculdades, orientados pelos professores-monitores.

No fim do dia tod@s se reencontraram para compartilhar experiências. Pudemos ver de perto como a universidade pública deve fazer valer seu caráter público e abrir as portas do ensino, pesquisa e extensão para a população. O acesso ao conhecimento amplo e de qualidade não pode continuar distante do povo. Encerramos o dia com a certeza do direito de todos voltarem à USP, desta vez como universitários.

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017