Um passo adiante na defesa da liberdade na internet

19/jan/2012, 18h47

18 de janeiro de 2012 foi um dia histórico na luta pela democratização da comunicação. O Google lançou um abaixo-assinado. A Wikipedia votou passar o dia com sua página em inglês (um dos dez sites mais visitados do mundo) fora do ar por 24 horas. O site do senado americano saiu do ar porque seu servidor não suportou o volume de pessoas que tentava entrar para mandar mensagens aos senadores. Em New York (NY) e San Francisco (CA), manifestações contra SOPA/PIPA fecharam as ruas. Milhares de sites foram paralisados e milhões de pessoas em todo o mundo se uniram para defender a liberdade no maior protesto na internet desde o surgimento da mesma. Uma coisa é certa: Depois dessa demonstração, com certeza será muito mais difícil que corporações estraguem a internet.

Faltam poucos dias para a votação do PIPA (Protect-IP Act), que acontecerá no dia 24 de janeiro. Neste momento, há 35 senadores se opondo publicamente a esse projeto. Há uma semana, eram 5. São necessários 41 votos “Não” para barrar PIPA (e SOPA) no Senado. A batalha não está ganha, mas o que parecia muito distante há pouco tempo agora é possível.

Agradecemos toda a divulgação que nossos textos sobre o SOPA (Stop Online Piracy Act) receberam nas redes sociais durante o dia em que passamos apagados e convidamos todos que conheceram nosso site a continuarmos Juntos na luta por democracia real!