Apagão na internet contra o SOPA!

17/jan/2012, 15h07

Amanhã (18 de janeiro) diversos sites ao redor do mundo vão sair do ar numa paralisação organizada contra o SOPA (Stop Online Piracy Act). Sites populares como Reddit, Mozilla, Wikipedia em inglês, WordPress, rede Cheezburger, Twitpic e A Softer World são alguns dos participantes confirmados.

O SOPA (Stop Online Piracy Act) é um projeto de lei que circula na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos. Sua proposta é bloquear o acesso a sites que sejam considerados violadores da Propriedade Intelectual no território estadounidense.

Um site pode ser bloqueado pelo SOPA simplesmente por conter um link a um site que seja acusado de copiar materiais (textos, imagens, vídeos, áudios) de pessoas ou empresas dos EUA. O método de censura é o bloqueio nos servidores de DNS (endereços dos sites), o mesmo que foi usado pelo governo americano contra o Wikileaks e é usado na China, no Irã e na Síria. Mas o SOPA é ainda pior, como afirma Sérgio Amadeu: Mais do que aplicar a técnica chinesa do bloqueio aos endereços dos sites, a lei exige que, em cinco dias, todas as referências a estes sites sejam apagadas. Isto quer dizer que se meu blog for acusado de violar o copyright de algum americano, o Google e o Yahoo serão obrigados a deletar todas as referências a ele. Também a Wikipedia deverá suprimir todos os links que teriam para o meu blog, mesmo que os enlaces tratassem de outro tema.

A lei prevê ainda que, em cinco dias a partir da denúncia, serviços de pagamento congelem fundos do site “infrator”, serviços de publicidade bloqueiem propagandas e serviços de hospedagem tirem o site do ar.

Por isso, a aprovação do SOPA faria com que a auto-censura aumentasse dramaticamente nos mecanismos de busca e nas redes sociais que usamos. Não esqueçamos que a imensa maioria deles (Google, YouTube, Facebook, Flickr, WordPress, Twitter etc.) é sediada nos EUA.

Além disso, acredita-se que o SOPA possa criar problemas para o Tor, software usado por ativistas do mundo inteiro para contornar sistemas de vigilância e navegar anonimamente na internet, assim como para outras iniciativas hackers importantes como o DNSSEC.

Por esses e por diversos outros motivos, o SOPA tem sido combatido por várias organizações e ativistas de dentro e de fora dos EUA, assim como por empresas gigantes como Google, Yahoo e Facebook. O WordPress fez um apelo aos seus mais de 60 milhões de usuários (estima-se que 15% da web) para que ajudem a barrar o SOPA: Blogar é uma forma de ativismo. Mesmo assim, o projeto tem muitos apoiadores no congresso americano e grande chance de passar, graças aos numerosos lobbies da indústria do copyright (BSA, MPAA, RIAA, Pharma) e de outras gigantes como News Corporation, VISA, Mastercard, Nike, Walmart, Microsoft e Apple.

É fundamental que conversemos com as pessoas em todos os espaços possíveis, dentro e fora da internet. A paralisação de amanhã é uma forma não só de mostrar descontentamento com o SOPA, mas também de debater o projeto. Por defendermos a internet como meio de comunicação livre e a serviço da democratização da informação, vamos participar da paralisação deixando o site do Juntos! fora do ar amanhã entre 6:00 e 18:00 com uma mensagem explicando o que é o SOPA. Convidamos todos os sites e blogs brasileiros a fazerem o mesmo!