Acampada Juntos! Rio – Minas foi um sucesso!

15/mar/2012, 16h50

*Por Camila Souza e Leandro Fontes

Numa bela chácara em Piratininga, na cidade de Niterói-RJ, cercada por área verde e céu azul, foi realizada a 1ª Acampada do Juntos! Rio-Minas. O evento ocorreu nos dias 10 e 11 de março, contando com a presença de mais de 50 jovens. É relevante salientar, que mesmo em pleno forte verão e com o retorno das aulas, reunimos um número significativo de ativistas. A acampada foi marcada pela superação dos companheir@s de Uberlândia que tiveram problemas com o ônibus durante a ida. E uma viagem que tinha a previsão de durar 14 horas acabou no fim durando 26 horas. Mas com a recepção calorosa preparada pela Acampada o cansaço logo deu lugar ao animo e vontade de aproveitar intensamente os debates e atividades. Destacamos ainda, a dedicação de todas e todos no decorrer do curso e a solidez dos mesmos referente à construção nacional Juntos!. Estiveram presentes universitários e secundaristas, entre eles representações da UERJ/FFP, UFF, Unilasalle, Universo, UFU, PUC-Minas. Contamos ainda, com militantes de Saquarema, São Gonçalo, Niterói, Rio, Belo Horizonte, Uberlândia e Patos de Minas.

A mesa de abertura contou com a participação de um representante do movimento SOS Bombeiros, de João Marques (presidente da Frente Nacional dos Torcedores), do membro da executiva da UNE – Oposição de Esquerda – Rodolfo Mohr e mais as saudações da PUC-Minas, UERJ, Juntas! e do Grupo de Trabalho Nacional do Juntos!. Ainda sobre a mesa de abertura, foi refletida a nova situação no Brasil, as greves e lutas que agitaram o início de 2012 e a importância de organizarmos uma forte coluna do Juntos! na Rio+20. Paralelo a isso, também foi abordada à crise econômica nos países centrais e o forte processo de mobilização de massas em parte do mundo, tendo como ponta de lança a Grécia. Destacamos a presença de Thiago Aguiar, militante do Juntos! SP, em Atenas. Por último, foi enfatizando o esforço do Juntos! Nacional em realizar Acampadas em vários estados da federação. Desafio que será concluído na Acampada do Ceará na próxima semana. Contudo, até aqui, mais de 500 jovens estiveram reunidos sob a bandeira do Juntos! nesse verão.

Após a abertura, demos início a primeira mesa do dia – Crises e Revoluções. A mesa foi conduzida pelo professor e geógrafo Josemar Carvalho, que deu ênfase nos conceitos que circulam essa temática. Isto é, o que crise? O que é revolução?, diferença entre estado, regime e governo. Para essa parte da atividade, foi distribuído o um texto de instrumentalização para o debate. Após a introdução da mesa foram organizados grupos de discussão. Os GDs foram um espaço fundamental para socialização de reflexões e de síntese dos conceitos abordados. No retorno a plenária final do dia, os GDs apresentaram o que foi refletido em cada grupo sobre o tema, destacamos a expressiva dedicação da militância e o alto nível de discussão nos grupos. Ao final da mesa, com um clima de fraternidade, deu-se lugar à confraternização. Música dançante e muito papo, tônicas da bela noite em Piratininga.

 

 Na manhã de domingo, após o café, todas e todos já se faziam presentes para o segundo dia do acampamento, que iniciou com a dinâmica da Juntas!. Espaço singular de nosso evento, que contou com a participação de tod@s acampad@s. Refletimos como o sistema capitalista introduz o machismo, a homofobia, o racismo em nosso cotidiano e o quanto precisamos denunciar e lutar contra toda e qualquer forma de violência e opressão. Reforçamos que a luta das mulheres é a luta por uma sociedade socialista, livre de qualquer opressão de gênero e classe.

No início da tarde de domingo, Sara Azevedo (integrante do Grupo de Trabalho Nacional do Juntos!) e Honório Oliveira (membro do Diretório Nacional do PSOL e colaborador do Juntos!), assumiram a última mesa do acampamento – Os Desafios da Juventude. Esse momento foi especial, pois tratou da construção do Juntos!. Refletiu-se a necessidade de uma organização de juventude de novo tipo, que tenha capacidade de dialogar e intervir em espaços que o movimento estudantil tradicional não alcança. Uma juventude internacionalista e anticapitalista, não só nas palavras e nos textos, mas especialmente na prática. Uma juventude que se faz presente nos grêmios, CA’s, DCE’s, entidades, mas que organiza jovens trabalhadores, torcedores e artistas de rua. Estamos convencidos que há espaço para construir uma organização desse tipo no Brasil e o crescimento nacional do Juntos! comprova essa posição.

* Camila  faz parte do DCE UFU e militante do JUNTOS MG. Leandro do DCE UERJ e militante do Juntos RJ.