Orgulho

29/jun/2012, 22h03

 *Luiz Felipe Davanzo 

Tenho orgulho das nossas cores, da nossa cara (sempre a tapa) e da nossa ousadia. Tenho orgulho de cada amigo que está sempre perto, e não se importa se amamos ‘’diferente’’. Tenho orgulho dos que lutam, dos que lutaram e dos que ainda estão na fila para serem tocados pela forte chama da indignação. Tenho orgulho dos que se assumem, e gritam bem alto sem censura e sem medo. EU SOU! Tenho orgulho dos que se perderam pela noite, pelas madrugadas, dos que fazem arte e dos que se vendem. Tenho orgulho dos que foram mortos injustamente, dos humilhados e dos machucados. Tenho orgulho de cada família que aceita, e acolhe, e entende, e não se esconde, e não se rende. Tenho orgulho de cada mãe, de cada pai que acima de tudo reconhece o verdadeiro valor de AMAR um filho. Tenho orgulho de quem se transforma. O corpo e a mente, como se fosse brincadeira de criança, onde azul e rosa se misturam ao multicolor do ‘’bem’’ inviolável. Tenho orgulho de quem toma as ruas, de quem se mostra, de quem sobe no salto e se converte; e se encanta. Tenho orgulho de quem já está velhinho de amar, de quem está amadurecendo e dos que ainda vão experimentar. Orgulho de quem é solto, dos que se casam, dos que namoram, e dos que adotam. Orgulho de quem exige direitos e não abaixa a cabeça quando é discriminado. Tenho orgulho dos nossos irmãos afrodescendentes que lutam duas vezes por respeito. Tenho orgulho de cada mulher, vestida ou desnuda de corpo e alma, de despudor e de amor. Tenho orgulho de quem educa, de quem respeita; de quem não se cala a imaturidade hostil e a hipocrisia. Tenho muito orgulho de ser quem eu sou, de amar quem eu amo e de saber que esse orgulho é multiplicador de antes, de hoje e do amanhã. A história é minha e eu posso ser quem eu quiser.

 

28 de Junho: Dia Internacional do Orgulho LGBT.

*Luiz Felipe  é militante do Juntos Pelo direito de Amar! |Campinas