Química na luta por estrutura e Democracia Real Já!

06/fev/2013, 12h58

Infelizmente para todos os estudantes e professores da UeVA não é novidade o descaso da reitoria e do governo do estado do Ceará com a estrutura de nossa universidade. A UeVA que é uma universidade extremamente importante para a inclusão social de nossa região, visto que a maior parte do corpo discente de nossa universidade vem da escola pública e é de baixa renda, desde sua estatização não recebe os devidos cuidados das autoridades responsáveis.

Salas de aula sem ar condicionado e com ventiladores precários a uma temperatura de 40 °C não são incomuns na UeVA. Da mesma maneira não é difícil ver dois ou até três professores dividindo gabinetes muito pequenos. E pra piorar existem cursos que nem sequer bloco tem, são jogados semestre após semestre de prédio para outro já que as salas para aplicarem as aulas são escassas. Embora uma boa parte da universidade funcione nestas condições precárias, o reitor, que não dá aula e portanto não sofre com a infra-estrutura precária da UeVA,  não se move para resolver estes problemas.

Todos os semestres as reclamações são as mesmas e coube ao curso de Química gritar e se manifestar que nossa paciência já acabou. Mobilizados pelo CA e ao estilo da juventude indignada, cerca de 150 estudantes do curso saíram em caminhada do Campus CIDAO até o Campus Betania com diversas palavras de ordem e fechando as ruas.

Embora os estudantes a iniciarem o movimento por estrutura tenha sido os da química percebemos claramente que estudantes de diversos cursos engrossavam as fileiras da manifestação, exatamente por que reconheceram na manifestação da química sua própria situação, perceberam a necessidade de se movimentar e se colocar pela universidade de qualidade que querem.

Percebemos também a enorme indignação dos estudantes com a situação antidemocrática que se instalou na UeVA. Gritos como “Fora Colaço” (atual reitor da UeVA) e “Diretas Já ou a UeVA vai parar” foram algumas das palavras de ordem mais repetidas pelos estudantes da química.

Nós do Juntos e do Movimento Construção Coletiva (movimento amplo que o Juntos constrói com diversos movimentos na UeVA) nos sentimos muito felizes em poder ajudar a manifestação dos estudantes da Química e pautar a luta por democracia real já na UeVA. Agora continuaremos a construir a luta na UeVA e mobilizar os estudantes para as próximas ações em busca de diretas pra reitor e para ampliar os espaços democráticos de nossa universidade. Nosso próximo passo será organizar uma grande Aula de Democracia a exemplo dos estudantes da USP em 2011. Mostraremos para o reitor Colaço e seu grupelho político qual a democracia que queremos e que não descansaremos até alcançá-la.

Juntos Por Democracia Real Já na UeVA!!!

Todo apoio aos estudantes da Química!!!