Circular de organização para o I Acampamento Internacional da Juventude

26/mar/2013, 10h35

485993_427317554028223_567443345_n

Reta final dos preparativos para o I Acampamento Internacional da Juventude Anticapitalista e Anti Imperialista, em Buenos Aires!

Mas temos bastante coisa para prestarmos atenção e garantirmos uma boa viagem e uma boa estadia na Argentina. Esta circular trata das questões relativas a nossa organização, em breve teremos a última circular, com mais detalhes da programação do Acampamento.

 

Sobre a viagem

Para a realização de uma viagem internacional, todo tipo de precaução e cuidado será indispensável, portanto são itens obrigatórios:

– RG ou Passaporte: não é aceito para o trânsito entre Brasil e Argentina outro documento, como carteira de motorista, carteira de associação profissional, de estudante, etc. Apenas RG ou Passaporte. Sendo que o passaporte precisa estar dentro da validade e o RG precisa estar em bom estado, ser recente e cuja foto deve permitir a identificação do seu portador, ou seja, nada de documentos com foto de criança. Para quem irá de ônibus:faremos a conferência dos documentos na entrada do ônibus, quem tiver problemas nos documentos ou esquecê-los, não poderá viajar.

–  É uma viagem longa, portanto, todos devem levar na mochila objetos de uso pessoal e agasalho. Recomendamos também levar água e lanches, para o intervalo entre as paradas.

Onde ficaremos?

O local se chama Parque Sarmiento, e fica a uma distância razoável do centro de Buenos Aires. As delegações que irão de avião estão tendo sua chegada organizada pela companheira Maia Fortes, de São Paulo, quem porventura não tiver entrado em contato com ela, o faça pelo e-mail: maia.sociais@gmail.com, para informar a data, horário e local de chegada.

Neste parque iremos utilizar os espaços para camping, portanto todo o alojamento será em barracas.  O alojamento estará disponível a partir do dia 28/03 quinta-feira, às 10h. Há estrutura de vestiários e banheiros, mas dada a quantidade de pessoas, não haverá estrutura para banho quente. Ao fim da circular temos um informativo completo (elaborado com consultoria escoteira!) sobre barracas e afins.

A organização argentina preparará uma espécie de quiosque para vender alguns artigos de uso mais comum e frequente, ou acessórios, como remédios, doces, bebidas, cigarros, etc.

Serão fornecidas três refeições por dia (café da manhã, almoço e jantar), tendo opção vegetariana. Os vegetarianos que não informaram sua opção nas fichas de inscrição das delegações, devem fazê-lo também para o e-mail da Maia de SP. É indispensável cada um/uma levar seus próprios talheres, prato e caneca.

 

Sobre o dinheiro: real-dólar-peso

 

Todas/os devem trocar o seu dinheiro por dólar antes da viagem. O Peso argentino está muito instável. A organização argentina garantirá um câmbio para peso favorável em Buenos Aires.

Como calcular a quantia: o custo das coisas em Buenos Aires é bem parecido com o Brasil. Como no Acampamento estão garantidas as principais refeições só é preciso levar grana para coisas extras. Nestes encontros as organizações sempre vendem livros e camisetas. É importante pensar também nos gastos com as paradas na estrada. A comida nos restaurantes de beira de estrada é cara. Quem quiser economizar pode levar de casa (pelo menos para a ida). Para quem vai consumir nestes estabelecimentos, o ideal é que se leve alguma quantia em real para as paradas no Brasil (ida e volta), alguma quantia em peso para a parada na Argentina. O resto do dinheiro deve ser trocado por dólares.

 

Orientações quanto às barracas

É essencial que todas/os montem suas barracas em casa antes da viagem para, além de aprender como montá-la, verificar se:

–  há furos na parte de baixo da barraca, pois se houver e chover a água irá infiltrar! (Se houver, é super fácil concertar. Basta colar um bom pedaço de silvertape);

–  há rasgos ou pequenos furos nas outras partes da barraca que possam entrar bichos ou passar muita água;

–  estão faltando peças (geralmente uma boa barraca é composta por: ferragens que sustentam a parte de pano [aquelas varetinhas de fibra de vidro], a parte de pano, uma “capa” impermeável que vai por cima da parte de pano e espeques [“espetinhos” de metal para fincar a barraca no chão] );

– as ferragens não estão quebradas ou rachadas;

– há espeques o suficiente (isso é o que garante que a barraca não molhe por dentro!!!! recomenda-se ter no mínimo 8).
Também é bom lembrar que a barraca oferece pouca segurança para objetos de valor, então além de fechá-la com cadeado, não é bom deixar muita coisa importante dentro.
Quem tiver aquele toldo/plástico mais fino (que parece saco de lixo) para colocar no chão, embaixo da barraca, é bom levar, mas não é essencial. E vale lembrar que é bom verificar se o colchão inflável não está furado, para que essa descoberta não seja feita na hora de dormir.
Acessórios

Básicos

–  sacos plásticos (esses de mercado, mesmo. É sempre bom ter na mochila para eventualidades);

–  2 pares de tênis no mínimo (para o caso de chover e um deles ficar completamente molhado);

–  cadeado para barraca;

–  kit alimentação: prato, copo, talheres e pano de prato;

–  kit banho;

–   camisetas do Juntos!!!
Opcional

Quem já tiver essas coisas é bom levar também, mas quem não tiver não precisa se desesperar pra comprar:

–  Lanterna;

–  Capa de chuva;

–  Toldo/lona (se houver espaço sobrando na mochila);

–   isolante térmico (mesmo pra quem vai usar colchão inflável o isolante ajuda bastante e além de tudo dificulta que o colchão fure);

–    para aqueles que não confiam em suas barracas em dias de chuva, recomenda-se que coloquem todas as suas roupas em sacos plásticos dentro da mochila, pois caso a mochila molhe, as roupas continuarão secas! (Por exemplo, colocar todas em camisetas num saco, as calças em outro, casacos em outro, etc.) .

 

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017