Ato pela Redução da Fila do RU-UFPA JÁ!

29/abr/2013, 09h44

               *Diego Silva  

                A partir dos últimos dados oficiais da UFPA, no ano de 2011, a população universitária pairava em torno das 55.091 pessoas entre estudantes, professores e demais técnicos. Entretanto, esse número aumentou quase que exponencialmente, somados 2012 e 2013, somente na graduação ingressaram na UFPA mais 16.175 estudantes. Números que comprovam a expansão universitária quantitativamente, mas qualitativamente muito aquém daquilo que seria o necessário para a permanência em uma das maiores universidades do país.

551334_455559511188509_1743669947_n

                 O exemplo mais prático e revoltante é o Restaurante Universitário (RU). Hoje, existem apenas em Belém, sendo um para distribuição e outro para produção das refeições no almoço e jantar, com a capacidade de produzir 4.000 refeições por dia, e há tempos já vem trabalhando em sua capacidade máxima, e a cada dia o número de estudantes na fila cresce e já passam, em média, 45 minutos somente para receber a bandeja e se alimentar. As filas gigantescas são alvos das mais diversas piadas entre a comunidade acadêmica, fruto de outro dado mais preocupante ainda: Belém é a capital brasileira com a maior inflação do país, sendo a alimentação diretamente responsável, e diretamente atingida.

                 Muitos estudantes tem a alimentação do RU como as principais do dia, o que interfere na sua produção acadêmica, científica e social durante sua permanência na universidade. Portanto ficar uma hora em fila para se alimentar é um caso muito sério, e mais preocupante ainda é perceber que apenas um RU de produção não dará mais “conta” de abastecer a UFPA. Sentimos a necessidade urgente de um novo RU de produção na UFPA para desafogar as enormes filas e garantir a permanência dos estudantes na universidade.

 

É importante lembrar que o Reitor Carlos Maneschy acatou uma de nossas pautas durante a greve, que seria justamente a construção de um novo RU no campus da saúde, visto que as faculdades de Enfermagem, Nutrição e agora Terapia Ocupacional e Fisioterapia mais em breve Medicina estarão ocupando esse espaço. Hoje, isso representa mais estudantes, e um nível de estrutura aquém do necessário para recebê-los. Por isso nós do movimento Juntos! em conjunto com alguns CA’s e estudantes independentes no dia 03/05, sexta-feira às 12h no RU do básico estaremos realizando um ato em boicote a fila, para mostrar a real indignação dos estudantes com essa situação, e ir à luta pela ampliação do RU, exigindo mais refeições produzidas, diminuição da fila, com  isso menos atrasos nas aulas e uma vida mais saudável.

*Diretor de Cultura do DCE-UFPA, estudante de nutrição,  militante do Juntos!