Embarca na Luta das eleições da UEPA

24/out/2013, 00h32

*Heitor Moraes

*Ananda Monteiro

Vivemos tempos de luta na UEPA (Universidade do Estado do Pará), a ocupação do Campus X de Igarapé-Açu, os protestos nos campus de Vigia e São Miguel mostraram que nós, estudantes, podemos sim mudar um cenário de precarização com a luta. No dia 22/10 travamos mais um luta, as eleições para o DCE-UEPA e com muito esforço, tivemos 1220 votos de apoio a um DCE de luta.

Houve, desde o inicio, uma intensa dificuldade para realizar as eleições, já que ela estava marcada para o dia 24 de setembro e após uma reunião da Comissão Eleitoral com a Reitoria – a qual dificultava o processo a todo o momento, não disponibilizando o que é de direto dos estudantes como o próprio processo eleitoral em todos os campis do interior – foi transferida para o dia 22 de outubro, com o “intuito da reitoria auxiliar de melhor forma o andamento das eleições, viabilizando passagens para os interiores, materiais de expediente e etc.”, Só que todos sabemos que foi apenas uma jogada pra adiar ainda mais a efetivação do DCE, já que foram disponibilizadas apenas 3 passagens, dentre os 15 interiores que a UEPA tem campi, , sendo que um deles não foi possível a viagem graças a demora absurda da Reitoria de disponibilizar a passagem para o campus de Marabá.Afinal somos a segunda universidade mais interiorizada a qual a reitoria faz sempre questão de ressaltar em suas campanhas e que infelizmente essa “forte” interiorização não acompanha de um bom desenvolvimento e qualidade de ensino e sim acentua ainda mais a PRECARIZAÇÃO, como uma palavra que define essa gestão a qual se está a um bom tempo no poder.

Além da inviabilização da Reitoria na presença do Reitor Juarez Quaresma que em sua campanha difundia uma UEPA-FORTE, mas que todos os estudantes estão vivenciando mais uma vez um governo FRACO que não se importa com a qualidade da educação na instituição, a problemática sobre a importância de um DCE se demonstra nas URNAS, apesar de todas as tentativas para que as eleições não ocorressem, ontem (22) tivemos 1314 votos, dentre estes, 1220 votos foram pra Chapa #EmbarcaNaLuta, ao qual o Juntos faz parte e foi o principal setor. E até com a tentativa frustrante e infeliz de não se ter uma gestão de luta do DCE, nós estudantes que reconhecemos a importância de se ter um Diretório Central combativo e independente, fizemos as eleições acontecerem, e o resultado VITORIOSO nos mostrou ainda mais que podemos ser independentes de reitoria e combativos frente aos contextos de precarização na universidade.

A politização na UEPA tem de ser difundida,nós estudantes de uma das universidades mais interiorizadas do país, não podemos aceitar essa interiorização sem qualidade e infraestrutura. Queremos sim abertura de vagas, mas que venham acompanhadas de igualdade no processo seletivo, com a inserção de cotas na UEPA. Queremos R.U’s (Restaurantes universitários) em todos os campi, não podemos aceitar ter que pagar R$4,30 (em alguns lugares até mais) todos os dias pra ter um direito que é a alimentação dentro de uma IES. Assim como o RU, a Moradia Universitária, Creche Universitária e diversas outras ações que a Uepa negligência sobre assistência estudantil serão pautas principais de luta desta gestão do DCE, e não cansaremos de perguntar, onde está a Pró-reitoria de Assistência estudantil da UEPA? Ainda nas promessas do Reitor. Queremos professores efetivados que possam fazer pesquisa, que é um dos tripés da universidade e na UEPA é quase nulo, e no mínimo professor para dar aula no campus dos interiores em que se tornam praticamente esquecidos pela gestão.

O DCE agora ELEITO pelos estudantes terá uma árdua e difícil tarefa pela frente, lutar contra todas estas mazelas da reitoria que é apenas um reflexo do governo Jatene este governo neoliberal que não escuta o povo. Queremos também DIRETAS na UEPA, queremos escolher quem irá ser o gestor da nossa instituição, vamos lutar pelo fim da lista tríplice, seremos um DCE que lutará pela educação pública de qualidade, gratuita e democrática.

Agora temos que lutar #Juntos e construir na luta a UEPA desejada, sem se calar para as mazelas da Reitoria, conscientizar os estudantes da importância da luta e continuar mantendo estes tempos de revolta, grandes melhorias virão destas lutas!

“E vamos de novo… contra esse governo, pra que a UEPA tenha mais investimento…por mais assistência e democracia, a nossa saída é a luta todo dia”

*Heitor Moraes é estudante do curso de Enfermagem da UEPA, ENEEnf e militante do Juntos Igualdade não tem Cor no Pará.

**Ananda Monteiro é estudante do curso de Geografia da UEPA e do Campus de Igarapé-Açu, Diretório Acadêmico do Campus, militante do Juntos e das Juntas no Pará.