Juntos! na luta com a Ocupação Anchieta

10/dez/2013, 12h36

*Yan Rego

Muita gente diz que junho de dois mil e treze foi um momento histórico no Brasil. Muita gente repete isso à exaustão. A grande mídia, porém, já virou suas lentes para a copa e fala de Junho como um belo carnaval que já passou. Mas para além da avenida Paulista, junho segue pulsando na cidade de São Paulo. A mesma São Paulo que segrega trabalhadores social e geograficamente, que restringe o direito à cidade a uma minoria e que respira contradições, hoje tem de encarar diversas ocupações por moradia que explodiram em junho.

Tais ocupações resultaram no maior movimento de ocupações por moradia em São Paulo desde a década de oitenta. O Juntos! esteve numa dessas ocupações, fruto do Movimento Anchieta. Diante do preço altíssimo dos aluguéis por moradias em péssimas condições, diversas famílias ocuparam um terreno baldio no bairro do Grajaú. Hoje residem na ocupação Anchieta mais de oitocentas famílias.

Estas famílias receberam há cerca de duas semanas o compromisso da prefeitura de construir moradias no local. O número, porém, é bem menor do que a quantidade de pessoas que já moram lá, além das muitas que chegam a cada dia. Diante dessa e de todas as outras promessas já feitas pela prefeitura, a ocupação Anchieta responde com sua organização permanente.

 Nesse domingo ocorreram as eleições para o conselho participativo municipal, onde concorreu um dos coordenadores da ocupação para ser representante do Grajaú no conselho. A vitória de candidatos ligados ao movimento de ocupação da Zona Sul fortalece a luta por moradia na cidade de São Paulo. O Juntos! é incentivador das lutas populares e se soma às milhares de famílias que se mobilizam cotidianamente pelo direito básico de ter um lugar para morar.

Se morar é um privilégio, ocupar é um direito!

https://www.facebook.com/photo.php?v=729138893765593&set=vb.217431648269656&type=2&theater

*Yan Rego é estudante de Ciências Sociais e militante do Juntos!

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017