Lutar! Porque só a luta é capaz de mudar!

13/dez/2013, 11h10

*Por Juntos Pelotas

 No dia 9 de dezembro de 2013, o movimento estudantil combativo da Universidade Federal de Pelotas, por mais uma vez, ocupou a reitoria. Ocupamos a reitoria por acreditar em uma universidade radicalmente diferente, democrática, plural e acessível. Ocupamos a reitoria porque cansamos de esperar que as promessas saíssem do papel. Ocupamos a reitoria porque entendemos que movimento se faz com ações, porque quando o diálogo torna-se insustentável não temos outra opção se não radicalizar nossos métodos.

Foi assim, que durante 4 dias, o movimento #OCUPAUFPEL, iniciado pelos residentes da Casa do Estudante e fortalecido por aqueles que acreditam na luta, incansavelmente exigiu que o reitor Mauro Del Pino, eleito pela comunidade universitária no ano passado, cumprisse com as propostas que o levaram a vitória. Na pauta, democracia, direitos estudantis, vida. Foi necessário que dois valorosos lutadores entrassem em greve de fome para que fossemos ouvidos, foi necessário ocupar o gabinete do reitor para que este firmasse o compromisso de atender as reinvindicações estudantis.

A ocupação acaba com vitórias estrondosas para todos os estudantes da UFPEL. O Restaurante Universitário reduzirá seu valor, dos absurdos 7 reais, para 2 reais já na segunda-feira, com opção vegana e vegetariana. A bolsa auxílio moradia aumentará para 360 reais já no próximo pagamento. A licitação do R.U do campus Anglo será viabilizada, entre outras conquistas importantes.

Durante estes 4 dias, de aprendizado e luta unificada conquistamos um pouco daquilo que entendemos como básico para garantir uma universidade minimamente qualificada. A luta segue, continuaremos cobrando, investigando, exigindo transparência  e ações que popularizem a UFPEL.  Somos aqueles e aquelas que acreditam na mobilização, que não se acanham nas batalhas e que seguem, insistentemente, ao lado dos que fazem os ventos tomar novos rumos.

É com esse espírito, fortalecido pela vitória conquistada na UFPel, que iremos barrar a privatização do Hospital Universitário e dizer não a EBSERH em nossa universidade. É com a força dos estudantes e trabalhadores que iremos barrar o aumento da passagem de ônibus em Pelotas, já sinalizada pelo prefeito Eduardo Leite que nada aprendeu com as mobilizações de junho e tenta enganar a juventude, reduzindo o valor da passagem estudantil, às custas dos trabalhadores. Iremos somar forças, e lado a lado, lutaremos sem dar trégua contra todo e qualquer desmando administrativo. Na Universidade, nas ruas, em cada canto seguimos construindo todas as batalhas por democracia real e contra qualquer redução de nossos direitos já conquistados.

*Juntos Pelotas

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017