Ocupação da AL no Ceará arranca carta compromisso de deputados estaduais

10/dez/2013, 10h46

*Juntos Ceará

A greve geral das universidades estaduais do Ceará já chega a praticamente dois meses sem nenhuma resposta do instransigente governador Cid Gomes. Diante do seu autoritarismo estudantes, professores e servidores da UECE, URCA e UeVA ocuparam a Assembleia Legislativa do Ceará no dia 27/11.

Os companheiros passaram nove dias ocupados. Mesmo agredidos moralmente pelos policiais militares que passavam no meio da ocupação mostrando suas armas e cacetetes os ocupantes resistiram mais de uma semana na AL. Resistimos e conquistamos uma importante audiência pública que já havia sido negada inúmeras vezes pelos deputados estaduais do Ceará. Nesta audiência pressionamos os Secretário de Ciência e Tecnologia, Prof Rene Barreira, assim como recebemos apoio de inúmeros deputados.

A ocupação significou um importante avanço para o nosso movimento que conseguiu publicizar ainda mais a situação precária pela qual passa as universidades estaduais cearenses. Além disso colocou os deputados contra a parede obrigando-os a tomar lado neste movimento. Hoje o governo Cid Gomes não é mais capaz de esconder a situação precária pela qual professores, servidores e estudantes passam.

Porém nos últimos dias a ocupação começou a ter traços mais dramáticos. O Deputado Estadual Tin Gomes que é o primeiro vice-presidente da Assembleia e que no momento da ocupação ocupava o cargo de presidente saiu do cargo para o retorno do Deputado Estadual José Albuquerque. Infelizmente o sr José Albuquerque demonstrou uma falta de sensibilidade com o movimento incrível e ameaçou de impedir a entrada de alimentos para os ocupantes.

Diante da situação os ocupantes decidiram se retirar da Assembleia Legislativa com o compromisso formal de diversos deputados estaduais de intermediar uma negociação com o governador Cid Gomes até o dia 12 de dezembro.

Embora não tenhamos conseguido a negociação imediata com o governador Cid Gomes, conseguimos aumentar o apoio ao nosso movimento. Durante a ocupação diversos sindicatos, movimentos sociais e até mesmo representantes da Igreja estiveram dando apoio à nossa luta e se solidarizando com nossa causa. Agora nós do movimento grevista estamos nos mobilizando para um grande ato em Fortaleza unificando as três estaduais no dia 12 de dezembro, a mesma data em que devemos receber o retorno da conversa dos deputados com o governador Cid Gomes.

Não iremos parar enquanto o governador não nos receber e acima de tudo apontar positivamente diante de nossas reivindicações.

Concurso para professor efetivo já!
Plano estadual de Assistência Estudantil já!
Restaurantes e Residências Universitárias já!
Reajuste salarial e PCCV dos servidores

NEGOCIA CID!!!