No Congresso do MST, Juntos leva sua mensagem em apoio ao plebiscito pela reforma política!

19/fev/2014, 09h25

Na semana passada, de 10 a 14 de fevereiro o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) reuniu-se em seu 6º Congresso Nacional. Em debate, a necessidade de aprofundar a luta por uma reforma agrária popular, que enfrente o latifúndio, o agronegócio e as corporações controladas pelo capital financeiro que se apropriam das sementes, das terras e da água. Num momento em que o número de assentamentos no Brasil baixa a níveis comparáveis aos dos governos militares, revelando para quem Dilma e o PT governam, e quando figuras como Katia Abreu ocupam lugar de destaque na base do governo, é preciso saudar e apoiar esta luta!
Por isso, o Juntos! esteve presente, acompanhando os debates do Congresso, mas, especialmente, para debater com a juventude do MST e de outras organizações presentes, como o Levante Popular da Juventude, a construção do Plebiscito Popular pela Reforma Política.
Como já havíamos anunciado no fim de 2013, o Juntos! construirá o plebiscito popular com diversos outros movimentos sociais e organizações políticas e juvenis de todo o país. Consideramos fundamental construir outra institucionalidade, radicalmente diferente da que temos, na qual os grandes partidos como PT, PMDB e PSDB utilizam-se dos mesmos métodos – e por vezes de expedientes mafiosos, como os “mensalões” – para governar a serviço do capital financeiro, do agronegócio e das grandes corporações. As multitudinárias manifestações de junho mostraram a falência desse regime político, que perpetua figuras como Sarney, Renan Calheiros, Feliciano, Bolsonaro, entre outros, como sócios do condomínio político dirigido pelo PT.

O Juntos! está se somando à campanha pelo Plebiscito Popular pela Reforma Política, que ocorrerá de 1º a 7 de setembro de 2014. A iniciativa – inspirada em importantes experiências como o plebiscito popular contra a ALCA e o plebiscito pela reestatização da Vale do Rio Doce – pretende unificar diversos movimentos sociais e organizações políticas, sindicais e juvenis em torno da reforma política.

Nós, a partir de agora, comporemos os comitês estaduais de construção do plebiscito e estendemos o convite para que outros movimentos com os quais nos relacionamos nas lutas cotidianas, nas escolas, universidades, cursinhos populares e nos bairros para que se somem a esta mobilização, que poderá alcançar milhões de pessoas e promover debates fundamentais: a necessidade de terminar com o financiamento privado de campanha; a criação de mecanismos de participação direta, como a revogação de mandatos pela iniciativa popular e os plebiscitos; o fim dos privilégios de governantes e parlamentares; a equiparação de salários entre parlamentares e professores, etc.

Chamamos a militância do Juntos! em todos os Estados a somar-se às iniciativas locais pela construção do plebiscito. Por uma política apoiada pela mobilização popular para derrotar esta falida “governabilidade” a serviço de banqueiros, patrões e corruptos, estamos Juntos!

Grupo de Trabalho Nacional do Juntos!

18 de fevereiro de 2014

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017