Se depender de nós, #NãoVaiTerAlckmin

28/fev/2014, 14h00

Cindy Fucidji Ishida*

O Governo do Estado de São Paulo anunciou esta semana a compra de 14 veículos blindados no valor de 35 milhões, vários deles com jatos de água. A escalada repressiva do Governo tem se agravado desde o incidente da morte do cinegrafista da Band Santiago Andrade, chegando ao absurdo de, no último ato “Se não tiver direitos, não vai ter copa” em São Paulo quase 20% dos manifestantes terem sido detidos. Não é segredo pra ninguém que para o governo do Estado segurança é sinônimo de repressão e polícia é a resposta pra tudo: do descontentamento dos professores, ao caos no metro.

É irônico que, enquanto as cidades da região metropolitana de São Paulo seguem com escassez e ameaça de racionamento de água, seja água a resposta repressiva do Governo frente a indignação popular. E descaso é 35 milhões serem gastos em repressão enquanto a greve dos trabalhadores do Centro Paula Souza já completa duas semanas com quase metade das ETECs e FATECs do Estado paralisadas, pedindo que seja cumprido o acordo arrancado do Governo em 2011.

Não tem água para a população que precisa dela, mas tem água para juntar com aditivos químicos que queimam quando a população ganha coragem e vai ás ruas. Não tem dinheiro para investir em educação pública, mas tem dinheiro para comprar veículos blindados para reprimir os estudantes e trabalhadores que lutam por mais investimento.

Se o Governo quer inundar as ruas com seu aparato repressivo, criaremos uma enxurrada de indignação de até o Palácio do Governo e se depender das ruas nas eleições de 2014 #NãoVaiTerAlckmin

*Cindy Fucidji Ishida é do Grupo de Trabalho Estadual do Juntos! e militante do Juntos! Nas Escolas.