Juntos nas ruas e nas greves pela Universidade de qualidade

20/mar/2014, 19h59

Equipe Universitária do Juntos! e Ricardo Souza*

10003825_567831083313915_218033409_o O ano 2014 mostra-se desde já um ano forte de mobilizações vitoriosas, como as dos garis e dos rodoviários. Estes atropelando governos, empresários e sindicatos descompromissados com a luta ganharam a opinião pública e conquistaram vitórias. Isso prova algo cada vez mais claro desde as Jornadas de Junho: quem luta conquista.

Em Março teve início a luta dos servidores públicos federais que estão em campanha salarial e pela data-base, uma data anual de reajustes. Especialmente os técnicos administrativos das Universidades e Institutos Federais (IFES) deflagraram greve nacional no dia 17. Além da pauta geral do serviço federal, as reivindicações são em torno das 30 horas semanais para todos, aprimoramento da carreira, democratização e paridade nas universidades.

Essa luta não deixa de ser por investimento numa Educação Pública de qualidade, em sua infraestrutura e seu quadro funcional, sejam eles professores, servidores e estudantes lutando pelas condições de permanência. No entanto, há anos o Governo Federal promove cortes no orçamento da Educação. No ano que marca os gastos públicos exorbitantes com a Copa do Mundo, em prol de um projeto de Copa para os ricos, o governo corta 44 milhões do orçamento. Sem contar o aumento da repressão e criminalização dos movimentos sociais por todo o país. Vivenciamos esses problemas por todo o Brasil. Portanto assim como mostramos em 2012, e principalmente agora depois das Jornadas de Junho, unindo professores, servidores e estudantes por meio da mobilização poderemos obter vitórias. O Juntos estará comprometido com essa luta nas universidades de norte a sul do país. A juventude que derrubou o aumento das passagens e que esteve lado a lado com os rodoviários nas garagens de Porto Alegre estará ombro a ombro com os trabalhadores das universidades.

* Ricardo Souza é estudante de Serviço Social e do Comando Local de Greve da UFRGS e militante do Juntos/Porto Alegre

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017