São Carlos parou!

29/abr/2014, 21h55

* Dante Peixoto

Hoje São Carlos viveu um dia dos mais importantes de sua história. Os trabalhadores em greve fizeram um fortíssimo ato e se dirigiram à prefeitura na intenção de negociar. Paulo Altomani (PSDB) não quis receber os grevistas, apesar dos apelos e da força do movimento.

Ao longo do dia chegaram várias denúncias de que a Prefeitura estaria fechando postos de saúde, numa tentativa desesperada de jogar a população contra a greve e de inviabilizar os 30% de atendimento mínimo determinado judicialmente. Ao invés disso, levou dois chapéus do movimento, os grevistas marcharam no centro sob aplausos e um verdadeiro buzinaço que tomou conta da Avenida São Carlos, também foram feitos boletins de ocorrência na polícia para denunciar a atitude da prefeitura.

Não parou por aí, à tarde os servidores seguiram em ato para a Câmara e lá se encontraram com a Ocupação José Luís e Rosa, que ontem foi avisada da intenção da Prefeitura em remover à força os moradores que hoje vivem na ocupação sem nenhum local para ir, nem mesmo nenhuma perspectiva de ver sua situação resolvida. O apelo era por um mínimo de bom senso da prefeitura, solicitando aos vereadores que intermediassem uma negociação de suas pautas, assim como o movimento dos servidores.

fora-altomani4 O resultado disso foi um dos maiores atos que a Câmara dos vereadores já viu. Os vereadores, sob imensa pressão dos trabalhadores e dos sem-teto resolveram dar o golpe derradeiro na denúncia do autoritarismo e da truculência do governo municipal: paralisaram a câmara em solidariedade aos trabalhadores. Há quem diga que só voltarão a votar projetos depois que houver negociações.

Este ato pode estranho, ou pouca coisa para alguns, mas nunca ouvi dizer de nada parecido com isso em nenhuma cidade do Brasil. Altomani está entrando para a história como o primeiro prefeito que deliberadamente abriu um racha entre o poder executivo e o legislativo. Isso é um sinal de que não há hora mais forte para conquistarmos todas as questões que há muito incomodam os Sancarlenses que não agora.

Nossa resposta a tudo isso não pode ser outra que nos mobilizar ainda mais. O Transporte, a Educação, a Saúde, a Moradia de nossos sonhos tem que ecoar forte. A população precisa estar lado a lado com os servidores em greve e com o movimento sem teto. Não podemos titubear e estar cientes que estamos diante da deflagração de uma guerra entre as demandas populares e um prefeito que se nega a atendê-las.

São Carlos parou e o culpado por isso tem o nome de Paulo Altomani e responde a um projeto de governo tucano que não pode jamais ser repetido. Vamos para as ruas, fazer atos, piquetes, debates, a cidade pode mudar com o povo no comando. Os vereadores mandaram seu recado, não vão mais pôr a mão no fogo por Altomani. Falta jogar a pá de cal nesse governo fracassado. Quem pode e deve fazer isso somos nós, neste momento ousar lutar é ousar vencer. Ousemos!

Transporte, saúde, moradia popular. Fora Altomani, o povo vai governar!

* Dante Peixoto é engenheiro ambiental e militante do Juntos em São Carlos, SP

Publicado originalmente em dantepeixoto.com.br

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017