Inadmissível: Alckmin e Haddad querem aumentar a tarifa para R$3,50

26/dez/2014, 15h21

Hoje (26), Alckmin anunciou o golpe que ele e o prefeito Haddad pretendem dar na população de São Paulo em pleno início de janeiro: aumentar as tarifas dos ônibus, trens e metrôs para até R$3,50!

É uma provocação explícita o prefeito e o governador ousarem tomar esta medida após as lutas de 2013! Com um aumento tão grande, na prática o congelamento da tarifa em 2013 será anulado. Muito mais que isso, tal ação demonstra que o poder público simplesmente não entendeu porque CENTENAS DE MILHARES de pessoas foram para as ruas: não era somente por 20 centavos. Era por direitos, por outro modelo de cidade e por uma concepção do transporte como um direito público, que deveria inclusive ser gratuito, e não custar a fortuna que custa hoje!

A ladainha que Alckmin (PSDB) e Haddad (PT), que aparentemente já estão voltando a ser grande amigos, começam a repetir é exatamente a mesma de 2013: o aumento será “abaixo da inflação”. Como se fosse um grande favor estes senhores aumentarem em “só” 50 centavos o preço das passagens! Para eles, que costumam andar de helicóptero sustentado pelo dinheiro público, o aumento realmente não deve fazer diferença. Faz diferença mesmo é no bolso da população, que já terá um ano de 2015 difícil com os “ajustes” do governo federal. Além da “diferença” que faz nos bolsos dos grandes empresários dos transportes, os melhores amigos do prefeito e do governador!

Não deixamos em 2013 e não vamos deixar em 2015!  Começaremos 2015 em guerra contra o prefeito e o governador, responsáveis por esta medida! Queremos voltar a ver as multidões pelas avenidas de São Paulo, em frente aos palácios dos governantes, mostrando que SE A TARIFA AUMENTAR, SÃO PAULO VAI PARAR!

Nós, do Juntos, já começaremos 2015 com a preparação dessa luta!