Por um mundo sem Bolsonaros!

09/dez/2014, 16h24

Tássia Lopes

No ano que vemos Marcha das Vadias crescer. No ano que estourou nacionalmente a campanha #EuNãoMereçoSerEstuprada em alusão aos resultados da pesquisa do IPEA onde os dados de brasileiros(as) que acreditam que a culpa é da vítima eram alarmantes. Na semana que a discussão de Pitty e Anitta sobre machismo tomou uma enorme repercussão… Vemos o deputado Jair Bolsonaro, representante público, deputado que foi mais votado no RJ, usar o espaço público da Câmara Federal para atacar os direitos humanos.

E o pior que está ficando frequente esses ataques: ele já defendeu a ditadura militar, incitou ódio contra LGBTs, e dessa vez atacou a deputada Maria do Rosário, na Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, dizendo que não a estupraria porque ela não merece. Milhares de mulheres são estupradas no Brasil, milhares morrem vítimas de feminicídio. Sofremos assédio todos os dias andando nas ruas (de burca ou de minissaia), somos assediadas no ônibus, no trabalho e dentro da própria casa. Não, Bolsonaro, não toleramos esse tipo de ataque, você mais uma vez está na contramão de quem luta por mais direitos.

Nossa resposta aos Bolsonaros é a rua e a luta cotidiana contra o machismo. Para que esse tipo de fala não seja normal, para que os direitos humanos sejam respeitados, para que esses absurdos não sejam impunes, para uma vida sem assédio e sem machismo, para que quem fale esses absurdos sejam finalmente penalizados.

Atacou uma, atacou todas!

FACISTAS, MACHISTAS: NÃO PASSARÃO!

 

PETIÇÃO AO CONSELHO DE ÉTICA DA CÂMARA DE DEPUTADOS: CASSAÇÃO DO DEPUTADO JAIR BOLSONARO (PP/RJ) #FORABOLSONARO

 

 

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017