26 de março: dia de luta contra a direita e os cortes na educação

14/mar/2015, 20h27

*Cindy Ishida

Na semana dos 48 anos da morte de Edson Luis, luta pelo Brasil contra os cortes na educação.

Edson Luis de Lima Souto foi um estudante que lutava por seus direitos como muitos de nós, mas em 1968 perdeu sua vida na luta contra ditadura militar. 48 anos depois, agora num regime democrático, o ano se inicia com cortes gigantescos na educação: cortes no FIES impedem estudantes de terminarem seus cursos, repasses do governo para universidades federais e estaduais estão atrasados ou diminuídos (impedindo até o funcionamento de algumas como acontece com a UFRJ), milhares de estudantes com bolsas de auxílio e permanência atrasadas.

Na semana em que se completam 47 anos de sua morte, nós queremos resgatar sua memória por todo o país, dando continuidade a sua luta e resgatando o movimento estudantil combativo, pois muita coisa mudou, mas se nenhum governo vai nos garantir direitos a cada dia temos nova confirmação que a vida do estudante só muda pra melhor com muita luta.

O dia 26 também vai ser um dia de luta contra toda a podridão do que foi a repressão do regime militar, expressão máxima da crueldade da direita para se manter no poder e garantir os lucros da burguesia, mas se hoje podemos levantar a cabeça para protestar contra o que quer que seja foi graças aos lutadores do passado e do presente que jamais deixaram a luta por direitos. Nesse espírito, também nesse dia, queremos gritar um grande FORA para todos as viúvas da ditadura militar que ainda se alojam na nossa política: Bolsonaro e outros não podem ter direito de propagar o ódio e pisotear nossos direitos democráticos!

Onde estiver um estudante indignado com a situação de sucateamento das universidades o Juntos! estará presente para impulsionar a luta e organizar a indignação. No dia 26, convoque sua luta, um novo junho vem aí! E vai ser um junho na educação.

*Cindy Ishida é militante do Juntos! Universidades em SP e do Grupo de Trabalho Nacional do Juntos!

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017