Trabalhadores do McDonald’s se mobilizam por mais direitos em SP!

21/mar/2015, 01h59

Felipe Bisulli

Exigindo o fim do acúmulo de funções e adicional insalubridade, a Avenida Paulista, na ultima quinta-feira (18), foi palco de um novo setor da classe trabalhadora que entra em ação: os trabalhadores da rede de Fast Food McDonald’s.

A mobilização contribuiu para que a 1ª Vara do Trabalho de Barueri proibisse que a empresa utilizasse uma manobra contábil que diminuía o valor final dos holerites dos empregados em relação a soma dos vencimentos contidos neles. Esta prática apenas mais uma dentre tantas praticadas pela franquia brasileira (empresa Arcos Dourados, de faturamento anual na casa do R$ 1,5bi em média) da maior rede de fast foods do mundo, o que configura claramente dumping social.

Composta majoritariamente por jovens, a categoria, junto com outros setores precarizados, como os atendentes de telemarketing, é das que mais sofrem com as recentes retiradas de direitos trabalhistas realizadas pelo governo Dilma(MP 664 e 665), em especial  a que dificulta o acesso ao seguro desemprego uma vez que há pouca estabilidade e as empresas tratam o trabalhador como mercadoria descartável. No próximo período, não é difícil prever que eles estarão cada vez mais na rua para barrar o ataque a seus direitos.

Reflexo de lutas globais contra as péssimas condições de trabalho e por melhores salários no McDonald’s e da recente dinâmica brasileira de protestos e greves, a juventude trabalhadora escolheu não se calar e lutar por seus direitos. Estamos Juntos na luta por melhores condições de trabalho!

Felipe Bisulli é trabalhador do Metrô SP e militante do Juntos!