Pré-encontro de mulheres da UFPA: seguir na luta por mais direitos

Juntas Belém 18/nov/2015, 18h00

O Juntas Belém esteve presente no Pré-Encontro de Mulheres da UFPA, que ocorreu na última terça, 16 de novembro. Foi um dia de muito aprendizado, troca de experiências e crescimento político e pessoal para todas as mulheres presente independentes, organizadas e anarquistas. Poder ouvir mulheres indígenas, negras, trans(mulheres e homens), lésbicas, bissexuais, mães, trabalhadoras e estudantes compartilhando suas experiências de vida fortalece a vontade de lutar e enriquece o debate feminista que precisa avançar também, inspira e nos enche de força e coragem para seguir na luta das mulheres por mais direitos, igualdade e liberdade. As várias vozes do feminismo se fizeram presente, assim como a união, a sororidade e irmandade entre as mulheres em prol do fortalecimento da luta das mulheres. O Juntas Belém parabeniza a comissão organizadora do evento e todas e todos que ajudaram para que ele fosse um sucesso. Um evento histórico que reuniu as mais diferentes mulheres da UFPA e agregou mulheres da UEPA, das universidades particulares como a UNAMA e estudantes secundaristas. As mais diversas pautas apontadas neste pré-encontro devem fazer parte da luta diária do movimento feminista e estudantil.

É importante ressaltar que em meio ao cenário conservador em que estamos vivendo, com projetos de lei como redução da maioridade penal, PL das terceirizações e famigerada PL 5069 sendo votados no congresso, e os ajustes fiscais do governo, que atingem diretamente as mulheres trabalhadoras, a luta das mulheres por mais direitos vem ganhando força e espaço e força na sociedade. Por meio do combate ao PL 5069, que dificulta o atendimento em hospitais de mulheres vítimas de violência sexual, e da violência contra mulher nos mais diversos espaços, pelo direito aos nossos corpos e pelo direito de viver das mulheres negras, estamos ocupando as ruas e a política. A Primavera Feminista está acontecendo, milhares de mulheres estão indo ás ruas para dizer não a todo esse retrocesso. Em todo Brasil, mulheres se unem vão para as ruas fazem debates e fortalecem a luta, para que nenhum direito nos seja retirado. A Primavera Feminista está colocando as mulheres como protagonistas nessa luta contra o machismo, o conservadorismo e contra a precarização da vida acirrada pelos ajustes fiscais. E eventos de formação e discussão sobre feminismo são fundamentais pra que mais mulheres se empoderem e fortaleçam cada vez mais a luta por um mundo livre de opressões.