Mexeu com o estudante, Alckmin vai sair perdendo outra vez!

12/fev/2016, 10h56

Por Helen Cristine, estudante da E.E. Prof. Dario de Queiroz e militante do Juntos nas Escolas.

O ano de 2015 foi de muita luta com a primavera estudantil em São Paulo. Depois de mais de 2 meses em luta contra a medida do governador Geraldo Alckmin de fechar 94 escolas, derrotamos a medida e derrubamos o secretário de educação do estado.

Começamos 2016 com os secundaristas junto da classe trabalhadora, mas uma vez lutando contra o governador e o prefeito que aumentaram a tarifa para R$ 3,80. Lutamos e lutaremos bravamente até que a tarifa seja revogada!

Agora, Geraldo Alckmin resolveu mexer novamente com a educação. O governador está envolvido com o escândalo de superfaturamento das merendas, em 2015 foram gastos 11 milhões com a merenda paulista, se comparado com o ano de 2014 esse número foi 4.500% maior já que no mesmo ano foram gastos 238 mil.

Geraldo Alckmin até o segundo mês de 2016 já fechou 913 salas de aula de acordo com a Apeoesp ( Sindicato dos Professores de São Paulo), em todo estado. O governador está fazendo uma reorganização as escondidas, contrariando a vontade dos estudantes, longe da mídia, por debaixo dos panos e nós não aceitaremos.

Os secundaristas não vão deixar que um governador autoritário diga como deve ser nossa educação. Não deixaremos ninguém roubar nossa merenda, aumentar a tarifa, ou fechar nossas salas de aula!

Se o estado veio quente, nóis já tá fervendo!

Vem aí...

Acampamento Internacional das Juventudes em Luta: Rio de Janeiro, abril de 2017